31 de dezembro de 2012

MMXIII


Muito se passou em 2012 e agora que o ano novo está a chegar, parece-me que 2013 será um ano cheio de novos desafios! 
Espero que consigam passar este momento junto com as pessoas que mais gostam e numa verdadeira paródia, eheheh. Quanto a mim irei juntamente com o Mais-que-Tudo e uns amigos festejar o início de 2013 no Big Ben!


28 de dezembro de 2012

Após as festividades!

Infelizmente não tive grande disponibilidade para vos vir desejar um Feliz Natal, no entanto, espero que tenham tido um bom Natal junto de quem mais gostam... Eu, felizmente, passei assim o meu Natal! A minha família veio passar as festividades aqui na nossa humilde casa, o que ainda deu margem para ir passear para Londres e depois no Boxing Day (que é dia 26 de Dezembro, sendo feriado aqui no UK) ainda deu para ir aos fantásticos saldos. 
Escusado será dizer que foi comer muito e passear ainda mais! Infelizmente tive que trabalhar no dia de Natal mas ainda pude almoçar com a minha família o que já não foi mau...


Agora é arrumar a casinha, lavar a roupa (nova) e arranjar as coisas para a passagem-de-ano! E vocês, quais são os vossos planos?

16 de dezembro de 2012

Prova de amor: não lhe dar uma carga de porrada!

O que namorados normais dizem quando a namorada se corta na cozinha: "Ohhh fofinha, estás bem? Magoaste-te muito?!" 
O que o senhor Mais-que-Tudo diz quando a minha pessoa se corta enquanto está a cozinhar: "Corina, já vamos comer carne de porco, não precisamos de carne de porca..."

14 de dezembro de 2012

Não há uma linha que separa...

Vou apontar o óbvio e dizer que o grande problema de toda a gente que emigrou ou vai emigrar ou sequer está a pensar em emigrar, é a saudade. Aliás, já conheci muita gente que foi para fora mas simplesmente não aguentou o abalo emocional e teve que voltar a casa. 
Mas então supostamente a saudade é uma coisa boa, é pensarmos com ternura e carinho nos sítios, nas pessoas ou até momentos. Acho que o que se confunde muitas vezes é a saudade por melancolia. É na melancolia que encontramos tristeza de momentos passados, pensar nos mesmos sítios, nas mesmas pessoas ou nos momentos, sem um sorriso estampado na cara. 

Só que às vezes, é bem tramado distinguir as duas…

6 de dezembro de 2012

Psicologia, volta estás perdoada!


Já tinha vindo a pensar no que sinto falta de quando trabalhava num serviço tipo uma medicina pois o meu departamento não é de todo o “convencional” para uma pessoa que acaba de se formar em Portugal. Daí muitas vezes ter dado comigo a pensar que tinha saudades de certas técnicas de Enfermagem (por exemplo, puncionar ou tratamento de feridas) mas que ao mesmo tempo sei que se saísse do meu departamento ia ter saudades da adrenalina e de estar na linha da frente de muita coisa. 
Então apercebi-me que mais do que trabalhar numa medicina, tenho imensas saudades de Psicologia. Pode não ser das aulas em si mas desde que comecei a estudar Psicologia sempre foi uma daquelas disciplinas (porque eu ainda cheguei a ter como disciplina no secundário) em que estudar não me custava, aliás sempre preferi mil vezes estudar um calhamaço de Psicologia a outra coisa qualquer. A única coisa que não gostava era de decorar autores mas também nunca gostei de decorar nada, por isso é defeito meu. 
Infelizmente, sei que não poderei seguir Psicologia (do género, pós-graduação ou mestrado) no meu departamento, pelo menos não de forma comparticipada. Só isso dá-me vontade de mudar mas por outro lado…

4 de dezembro de 2012

Quando há um ajuntamento de tugas... é para a desgraça!


Jantares portugueses são muito fáceis de descobrir aqui no UK, basta ouvir o nosso basqueiro, as nossas gargalhadas em decibéis impróprios e ver as tolices que fazemos... mas sabem tão bem!

2 de dezembro de 2012

A dar que falar


Ainda se lembram da entrevista que eu e o Mais-que-Tudo dêmos para a "The BraiNews"? A reportagem pelos vistos ficou tão boa que passou na Antena 1 no programa A Rede da Rádio