28 de fevereiro de 2014

Doc Martens


A vida é feita de desgostos... e o mais recente foi ter finalmente experimentado umas Doc Martens que já andava a namorar há não sei quanto tempo.
Experimentei. Olhei. Chorei... Ficam tão mal nos meus pés que até dói!

26 de fevereiro de 2014

Black Dagger Brotherhood series


Envolvi-me num empreendimento... A saga Black Dagger Brotherhood da autora J.R. Ward tem neste momento 11 livros e o 12º será lançado em Abril deste ano!

Assim muito resumidamente a saga é de fantasia, focando-se num mundo onde nós coabitamos com vampiros e lessers (uma espécie de humanos sem alma). A Black Dagger Brotherhood, é uma sociedade de vampiros-guerreiros de elite, que luta contra os lessers protegendo assim a sua raça e os humanos também.

É um bocado difícil de explicar a dinâmica de cada livro mas tentar dar o meu melhor. Cada livro foca-se num guerreiro em específico e na sua história, seguindo pelos seus olhos o enredo principal mas este enredo nunca é repetido pelos livros, por isso teremos várias perspectivas de várias personagens. 
Peço desculpa se está um bocadinho confuso mas realmente é assim algo bastante diferente do que eu já tenho lido e bastante interessante também, então o sentido de humor é alto de uma pessoa se partir a rir...

Além de que esta saga já ganhou imensos prémios ao longo dos anos e em 2013 o 11º livro ganhou um prémio de Melhor Romance.

Aconselho vivamente para quem quer uma empreitada de livros para ler, apesar de que os livros como se lêem tão bem são capazes de não durar muito!

24 de fevereiro de 2014

Eu tinha que partilhar isto...


Vejam o vídeo todo porque a partir do primeiro minuto a coisa fica mesmo interessante! Isto está, simplesmente, qualquer coisa, LoL.

20 de fevereiro de 2014

Os meus dias favoritos do ano


Adoro dias com um solzão imenso mas um frio de rachar. Ultimamente tem estado assim aqui no UK, o que é maravilhoso! 
Contudo, mesmo estando um frio de rachar, acabamos sempre por achar que nunca faz assim tanto frio porque dentro de qualquer coisa, shopping, restaurante, bar ou transporte público está sempre um forno... Por isso acaba-se por muitas vezes estar com alto casacão e por baixo t-shirts ou tops. Não será por acaso que quando as meninas saem à noite estão com casacos que mais parecem sacos cama e por baixo vestidinhos minúsculos!

18 de fevereiro de 2014

O meu menino tá doente... e o outro já se foi!



O meu rico S3 tá doentito e foi para compor... consequentemente fiquei com um daqueles mais simples para desenrascar. Já nem estou habituada a ter teclado, a não ter máquina fotográfica integrada e a não ter net no telemóvel. Isto quando uma pessoa se habitua, é do pior. Até lhe tinha arranjado uma capinha nova toda catita...
Pior que isso é na mesma altura o meu fiel leitor-de-mp3, que já me durava há uns bons 12 anos, decidiu falecer assim do momento para o outro. Ou seja, nem posso ouvir uma musiquinha!

Ai S3, a falta que tu me fazes. Volta depressa!

16 de fevereiro de 2014

Life is a beautiful sport


Aquele momento em que um homem arrisca e tenta beijar uma mulher, a Lacoste diz que pode ser comparado a saltar de um prédio... Acho que está fantástico!

14 de fevereiro de 2014

Economizar a alma

"Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio-termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si. Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar a alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance." - Fernando Pessoa

12 de fevereiro de 2014

The Delirium series



A triologia Delirium da autora Lauren Oliver, é tudo menos uma utopia. Não é um cenário pós-apocalíptico mas mais como que se a sociedade tivesse evoluído nesse sentido e evoluiu para uma sociedade que considera o amor uma doença em vez de um sentimento. Antes dos cientistas terem encontrado uma cura, as pessoas consideravam o amor uma coisa boa, o que as pessoas não compreendiam é que o amor, ou que é designado nos livros "the deliria" contamina o nosso sangue e não há forma de se escapar. Há procedimentos cirúrgicos para as pessoas ficarem curadas e tudo... Então a história é em volta de uma adolescente que está bastante ansiosa pelo dia da sua "cura" pois na sua ideia uma vida sem amor é uma vida sem dor.

É uma perspectiva bastante interessante e os livros são bastante apelativos! Aconselho.


8 de fevereiro de 2014

Não existe cura para este mal...


Foi preciso chegar a 1/4 de século para eu perceber que o que me faz confusão em certas pessoas não é ignorância ou estupidez, mas sim a pobreza de espírito. 
É que para as outras ainda há cura!

4 de fevereiro de 2014

Só mesmo para baralhar turistas ou emigras


O UK é perito em baralhar turistas e/ou emigras... Não só pelas medições (completamente diferente das nossas) ou pela moeda mas, principalmente, por aquele fantástico momento, que todo o turista e emigra passa quando experimenta atravessar uma rua no UK: não foi desta que morri ao olhar para o lado errado da estrada.

2 de fevereiro de 2014

Pottermania again!


Sim, já tinha ido à Harry Potter Tour, mas tive oportunidade de ir novamente, acompanhando pessoal que ia pela primeira vez... Nem tudo foi diferente pois os estúdios decoraram o espaço e Hogwarts a preceito, tudo cheio de neve e lindo, lindo, lindo!