30 de junho de 2014

What if I say I will never surrender?


Keep you in the dark
You know they all pretend
Keep you in the dark
And so it all began

Send in your skeletons
Sing as their bones go marching in... again
The need you buried deep
The secrets that you keep are ever ready
Are you ready?
I'm finished making sense
Done pleading ignorance
That whole defense

Spinning infinity, boy
The wheel is spinning me
It's never-ending, never-ending
Same old story

What if I say I'm not like the others?
What if I say I'm not just another one of your plays?
You're the pretender
What if I say I will never surrender?

In time or so I'm told
I'm just another soul for sale... oh, well
The page is out of print
We are not permanent
We're temporary, temporary
Same old story

I'm the voice inside your head
You refuse to hear
I'm the face that you have to face
Mirrored in your stare
I'm what's left, I'm what's right
I'm the enemy
I'm the hand that will take you down
Bring you to your knees

So who are you?
Yeah, who are you?
Keep you in the dark
You know they all pretend

What if I say I'm not like the others?
(Keep you in the dark)
What if I say I'm not just another one of your plays?
(You know they all... pretend)
You're the pretender
What if I say I will never surrender?

So who are you?
Yeah, who are you?

Nota: por falar em Foo Fighters... vamos lá afogar as mágoas!

28 de junho de 2014

O melão dos Foo Fighters


Existe toda uma história à conta dos Foo Fighters virem ao UK... Enquanto estava na minha pausa no trabalho, enquanto estava a falar com um colega meu sobre bandas e gostos musicais, ao qual ele me diz que Pearl Jam vai actuar enquanto não estarei no UK de férias. Portanto ao qual ele me diz que não ficasse triste pois Foo Fighters vinha actuar ao UK, que tinham imensas datas para concertos.
A minha personagem diz logo: elá, tenho que ver isso! Portanto, lá fui eu com o meu colega ao mundo das internets, procurar por concertos dos Foo Fighters em Londres, ao qual eu vejo 4 de Outubro de 2014, supostamente havia todo um concerto no O2. 
Pedi folgas com antecedência para esse dia e para o dia a seguir. Já estava tudo encaminhado para aquilo ser o melhor concerto da minha vida!
Quando estava com amigas para organizarmos a nossa ida no dia 4 de Outubro a Londres para ver o tal concerto, vamos ver os bilhetes que estavam a 11 libras. 
11 libras?! Mas está tudo possuído? Não podia ser verdade, certo?
Correcto e afirmativo. Não era Foo Fighters que ia actuar nesse dia no O2 Arena mas sim a banda de tributo a eles...

Foi lindo o sonho enquanto ele durou, LoL. Agora com licença, enquanto vou ali comer um enormíssimo melão!

24 de junho de 2014

And we're back...


De volta ao nosso ninho, as férias são muito boas mas há que voltar à realidade!

22 de junho de 2014

Crossfire series


Ora bem, eu acho que este tipo de livros não teve o efeito que supostamente deveria ter... A saga Crossfire da Sylvia Day, é dentro do género 50 Shades of Grey, pelo o que me foi dito de quem leu as duas sagas, a Crossfire é mais "hardcore". Portanto, o efeito que teve em mim foi de comédia. 
Ri-me muito a ler estes livros mas por incrível que pareça fiquei um bocadinho presa ao enredo e ao drama que a autora meteu no meio de muito sexo (no pun intended).

17 de junho de 2014

Mais-que-Tudo cada vez mais velhote!


Apesar de gozares comigo a dizer que estou velha, tu é que estás mais perto dos 30, não te esqueças! LoL.
Parabéns, Gui aka Mais-que-Tudo.

12 de junho de 2014

Cantar os parabéns


A altura em que nos apercebemos que estamos inseridos numa cultura completamente diferente, é quando algo que nos é tão natural ser extremamente estranho para outras pessoas. Como por exemplo, cantar os parabéns.
Quando cantamos os parabéns, batemos palmas, certo? Para os camónes é muito esquisito. Isto sucedeu-se num aniversário, onde cantamos os parabéns nas duas línguas e obviamente que começamos a bater palmas. Ao qual, os camónes nos perguntam o porquê de batermos palmas enquanto cantamos os parabéns em português... Olha aí está uma excelente pergunta, LoL.

10 de junho de 2014

Stars when you shine you know how I feel...



Birds flying high you know how I feel
Sun in the sky you know how I feel
Breeze driftin' on by you know how I feel.

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life for me yeah

It's a new dawn, it's a new day, it's a new life for me 
And I'm feeling good

Fish in the sea you know how I feel
River running free you know how I feel
Blossom on the tree you know how I feel

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me
And I'm feeling good

Dragonfly out in the sun you know what I mean, don't you know
Butterflies all havin' fun you know what I mean
Sleep in peace when day is done that's what I mean
And this old world is a new world
And a bold world for me

Stars when you shine you know how I feel
Scent of the pine you know how I feel
Oh freedom is mine
And I know how I feel

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me

And I'm feeling good

8 de junho de 2014

The Fallen series


Ora bem, li a série The Fallen da Lauren Kate, aconselhada por uma amiga minha, no entanto, não estou assim muito impressionada pelos livros ou até pela escrita da Lauren Kate. Para começar li o primeiro livro e fiquei a saber o mesmo, LoL. Mas pensei assim: isto deve ser daqueles livros que o gosto se vai adquirindo ao longo da série. Portanto lá continuei a ler...
Não gosto da personagem principal pois é a típica personagem feminina "a coitadinha" e só vê o amor à frente, pessoalmente não gosto. Os diálogos e as interacções são muito da fase adolescente, contudo a história em si não é má de todo pois fala da lenda da queda de Lúcifer e dos restantes anjos.
Se querem ler uns romances mais para adolescentes, com muito amor incompreendido e anjos à mistura, então leiam esta série. 

6 de junho de 2014

Alexander McQueen


Para entrar no Verão em grande estilo, aqui ficam os nossos óculos de sol Alexander McQueen... Very posh!

4 de junho de 2014

A prayer for the wild at heart, kept in cages...


Tenho pena de quem acredita que é uma melhor pessoa por tentar ser mais uma ovelha no rebanho… Sempre fui muito apologista do conceito “mal vale sozinha que mal acompanhada” e acredito que isso não me faça uma pessoa solitária, apenas demonstra que não me dou com qualquer um! Quem gostar de mim, será porque gosta da maneira como sou e não porque encaixo num conceito de imagem falsa.

2 de junho de 2014

Kajal


Acho que um must-have numa bolsa de maquilhagem de qualquer mulher, quer seja entusiasta de maquilhagem ou não, é um bom lápis. Já desde há algum tempo que o kajal está muito em voga, claro que não é nada de novo pois é o que já se utiliza na Índia aos anos. 
O que me deixava muito frustrada é que quando utilizava um lápis ao final de umas horas o lápis ia "escorrendo" pelos olhos, parecendo depois que tinha levado dois valentes socos. Portanto, desde há muito tempo que ando numa verdadeira aventura do lápis perfeito. 
Tenho-vos a dizer que encontrei! O melhor lápis que encontrei até agora, incluindo MAC, L'Oreal, Max Factor, Yves Rocher, KIKO... é com certeza o Kajal da Maybelline!
Como é que eu cheguei a esta conclusão? Além de ter experimentado todos, fiz o verdadeiro test-drive. Sim, porque simplesmente parecer bonito depois de aplicar, isso não é nada! Um bom lápis é aquele que é resistente. 
Experimentei levar para um turno de 10 horas (com apenas uma aplicação de manhã) e acreditem que o que diz na caixa é verdade! Ao final de 10 horas, eu não tinha vestígios debaixo dos olhos e ainda tinha uma ténue linha. Quando se aplica não fica simplesmente preto, fica intensamente preto, o que acabava por realçar muito mais os olhos...

Aconselho vivamente e finalmente existe um lápis em condições!