30 de novembro de 2014

Questões existenciais (da vergonha alheia)


Acho que estamos a levar isto a um nível inaceitável... uma pessoa que tenho adicionada no facebook, colocou uma foto que me deixou assim meia perplexa. A foto consistia na sua pessoa, numa loja da Victoria's Secret
Nada de mal, nem nada de mais tirar uma foto numa loja, muito menos na Victoria's Secret em Oxford Street que as vitrinas são lindíssimas... Só que ela tirou a foto lá dentro na loja, ao pé dos manequins com as cuequinhas e as tangas, com todo um sorriso amarelo. 

Portanto, isto lançou toda uma vergonha alheia à minha pessoa. Porque pensei assim, se ela tira uma foto destas dentro da loja, será que também tira uma foto no S.Pedro na feira das cuecas ou na feira dos trapos todas as terças?

Questões da vida...

28 de novembro de 2014

And the world became a better place!


Em alguns departamentos, do hospital onde trabalho, têm isto afixado... Afinal os camónes até são inteligentes! LoL.

26 de novembro de 2014

Threading



Foi-me chamado à atenção que o threading não é assim tão popular em Portugal ou que há muitos mitos. Ora bem, o threading consiste basicamente em arranjar as sobrancelhas com apenas uma linha. Arranca na mesma os pêlos pela raiz e até deixa a pele muito mais suave (comparado a arrancar com a pinça).

Não me peçam para explicar muito mais que isto porque para mim aquilo é magia e pós de pirlimpimpim, só sei que depois de feito fica altamente e dura imenso tempo!

Como já deu para perceber, eu adoro! Desde que vim para o UK que aderi ao threading mas o pessoal queixa-se que dói muito. Por acaso, eu não concordo e olhem que eu sou bastante mariquinhas no que toca à depilação, por isso deve ser uma questão de hábito.

Já alguma vez vocês experimentaram ou têm vontade de experimentar?

24 de novembro de 2014

Eu juro que tentei...


...mas não consigo! Não consigo ver séries médicas (excluindo claro o Dr. House porque era fantástico). Eu sei que há pessoal viciado no Grey’s Anatomy, no Scrubs ou na Nurse Jackie… Não sei se é a falta de realismo ou o quê mas eu simplesmente não consigo. Até nos filmes, o Mais-que-Tudo já tá farto de me ouvir de cada vez que aparece uma cena de um bloco operatório: "Pronto, a burra já desterilizou tudo!"

Não tenho cura.

Acho que saber o que se passa nos "bastidores" não ajuda muito, LoL. 

22 de novembro de 2014

W.F.Y. series: Stay With Me


"I'm gonna yippie-ki-yay that bitch out of this bar one of these days. Mark my words, hand to God, and all that jazz." 
Este livro é o mais recente da saga Wait For You da J. Lynn (pseudónimo de uma das minhas autoras favoritas, Jennifer Armentrout). Ainda dentro do mesmo grupo de pessoas mas a autora, que eu simplesmente adoro, decidiu que estava farta de romances com pessoas bonitas, por isso decidiu enveredar por um caminho mais realista de pessoas com cicatrizes tanto físicas como emocionais e com azares de vida ou família indesejada.
Além dessa surpresa de ser algo fora dos parâmetros "normais", achei o final, apesar de meio atabalhoado, bastante enternecedor... 
Apesar de gostar imenso desta autora, achei que este livro ficou ligeiramente aquém do nível que ela normalmente escreve.


Vocês gostam mais de ler daqueles romances mais normais de pessoas lindas e maravilhosas ou romances com um toque mais realista?

20 de novembro de 2014

BiBimBap (Soho)


Fui com as minhas amigas experimentar pela primeira vez um restaurante coreano e o balanço até é positivo.
Se vocês pensarem, epá a comida parece assim um bocadinho descolorada, em primeiro lugar parabéns pelos poderes de observação e realmente, está assim meia "descolorada" porque não está totalmente cozinhada. Pois o hot pot acaba de ser cozinhado na mesa...

Eu sei, eu também achei estranho mas quando se come até é muito bom!

18 de novembro de 2014

O sotaque britânico


Quem já veio ao UK ou está cá a viver, apercebe-se que o que os camónes gostam é de anúncios. 

Metem anúncios em tudo e mais alguma coisa. No comboio e no metro, ao ponto de ficarmos enjoados de ouvir "mind the gap between the train and the platform, mind the gap" (não, não tive que ir ver se é isto que dizem, eu sei isto de cor e salteado minha gente)
Isto é de tal forma extremo que eles até metem anúncios no elevador "door opening", "door closing". Tudo é pretexto para um anunciozinho... 

Eu tenho uma teoria para isto... O sotaque britânico é tão fantástico e sexy, que até os camónes gostam de ouvir o sotaque deles, até nas coisas mais banais da vida. Até me parece bem e para melhorar ainda mais era fazerem estes anúncios com a voz e sotaque do Gerard Butler. 

Hmmm... é melhor não, porque se calhar ia causar muitos acidentes ou congestionamentos, LoL.

16 de novembro de 2014

O equilíbrio delicado das calças de cabedal


Ora bem, o pessoal sabe que eu de fashionista não tenho nada, por isso desde já peço desculpa pela qualidade deste post, ok?

Já há imenso tempo que andava à procura de umas boas calças de cabedal. Digo "andava" porque encontrei recentemente o par perfeito!
O porquê de ter demorado tanto tempo? Porque eu, pessoa exigente que sou, procurava o equilíbrio delicado numas calças de cabedal, pois acho que este artigo de roupa pode enveredar para dois caminhos, para rock/punk ou para stripper.

Minhas ricas meninas, nós não queremos parecer uns maltrapilhos. Daí nunca ter aderido muito às calças do estilo rock/punk porque normalmente não assentam bem (quando digo estilo rock/punk digo aquelas calças do género anos 80, que ficavam mal e porcamente). Por outro lado, se formos demasiado para o sexy podemos tender para as calças (ou leggings) de uma stripper, dando assim a imagem errada. Já para não falar de que algumas, quando são de má qualidade, mostram toda uma celulite ou as dobrinhas que queremos manter em segredo com nosso senhor Jesus Cristo, não é?

Mas sim... Finalmente encontrei o Santo Graal e encontrei as calças de cabedal com o equilibro perfeito entre o estilo rock e muita sexyness.


Obrigada meu Deus por ouvires as minhas preces!

14 de novembro de 2014

Um cheirinho novo



Apesar de ter um gosto (muito) específico no que toca a perfumes, comprei há pouco tempo um novo: Noir Tease da Victoria's Secret... e é tão bom!

12 de novembro de 2014

O problema não és tu... sou eu!


Não, definitivamente não me estou a ver a aderir à moda das galochas. O problema não são as galochas porque eu até admito que há umas bem fofinhas. O problema na realidade sou eu, pois como qualquer boa transmontana de cada vez que olho para umas galochas penso nas vindimas e no pisar das uvas...

Portanto, fico muito feliz por vocês mas... não, LoL.

8 de novembro de 2014

Inside a geek girl's closet...


Eu acho que sou daquelas pessoas que ainda está à espera da coruja com a carta de Hogwarts! Any minute now... LoL (por acaso os 3 itens foram todos comprados na Comic Con)



Será que dá para perceber que estou mesmo ansiosa pela próxima temporada de Game of Thrones? LoL. (os leggings escamas-de-dragão foram uma prenda de aniversário e de prendas assim quero eu muitas, eheheh)


E claro não podia faltar uma das minhas séries favoritas (que só podia ser sobre geeks, LoL): The Big Bang Theory

6 de novembro de 2014

Magnus Pack series


"She raised an eyebrow. I'm a bitch. I know it and I've learned to accept that flaw in my character." 

O que não vale ter livros que nos façam rir! Li esta trilogia da Shelly Laurenston,  a conselho da S. que admitiu que os livros não eram os melhores mas que pelo menos me iam lançar em gargalhadas pegadas.
Confirmo!
Os livros são sobre uma "alcateia" de shifters (porque eles não gostam do termo lobisomem)  e um grupo de amigas. Pronto já dá para perceber o rumo da história, né? Quanto à escrita em si, às vezes , acaba por ser um pouco confusa, contudo o sentido de humor é de chorar a rir mesmo!

Se tiverem numa de ler qualquer coisa não necessariamente fantástica em termos de enredo, escrita mediana mas com um sentido de humor fantástico, estes livros são para vocês!

4 de novembro de 2014

"Let's go everybody"... and drink some vodka!

Há povo que fala no défice mundial, no descontrolo do poder económico pela Europa, nas negociações da Faixa de Gaza, nos problemas sociopolíticos do país... Tudo temas importantes e um tanto-quanto deprimentes, sem dúvida.

Mas eu quero falar no quão deprimente é aperceber-me de que esta música já saiu há mais de 15 anos!!



Pessoal que se lembra de isto sair, até de ver o videoclip no programa TOP+ na RTP1, de vibrar com isto como se não houvesse espinhas amanhã e que está, neste momento, a sentir um peso de 100 anos no pêlo... Que tal irmos ali afogar as mágoas?

2 de novembro de 2014

To-read list


Na minha lista dos livros que tenho para ler de momento, é quase tudo livros recomendados por amigos e como se a lista já não fosse suficientemente grande, eu ainda vou à procura de mais livros. acabando assim por ter uma lista interminável de livros para ler... Interminável e a ficar cada vez maior esta to-read list!

Too many books, too little time...