16 de dezembro de 2018

O amor pela leitura



Eu sou muito de deixar o Príncipe descobrir o que gosta de fazer mas  há uma coisa que gostava de lhe instituir: o amor pelos livros. Acho que é escusado dizer o porquê pois para além de melhorar o vocabulário, a concentração e a memória, alimenta a imaginação!

O que na verdade me preocupa imenso... pois gostava mesmo muito que o Príncipe alimentasse a sua imaginação!
Claro que nem toda a gente tem que gostar de ler e se ele não gostar não vou insistir. Mas será a única coisa que ficarei verdadeiramente triste pois acho que com os livros abrem-se portas para tantos mundos, que sinto que ele perderia se não tiver este amor pela leitura.

De momento, comprei livrinhos próprios para a idade dele, ou seja, tem mais imagens que outra coisa e alguns têm outros elementos também, como por exemplo, diferentes texturas para contar uma história ou um botãozinho com música para acompanhar as imagens. E por acaso ele até tem demonstrado interesse!

E vocês o que acham? Acham que o amor pelos livros e pela leitura é algo incutido ou é algo natural?
Têm algumas dicas que possam partilhar aqui com a vossa Soberana?

13 comentários:

Daniela disse...

Eu acho fantástico incutir nas crianças o amor pela leitura! Acho até que é mais algo que se ensina do que algo que surge naturalmente. As crianças aprendem por imitação; se elas virem os pais a ler, vão certamente querer fazer o mesmo. Acho que também é muito bom habituá-los desde pequeninos a ler histórias para eles e, mais tarde, a ler os livrinhos com eles.
Se algum dia eu tiver um filho, também vou querer que ele goste de ler :)

Beijinhos

Andreia Morais disse...

Acho que é um gosto que deve ser cultivado desde cedo. E, em idades tão pequenas, esse passo tem que ser dado pelos pais - ou por outros elementos da família. Claro que, mesmo assim, a pequenada pode crescer e não se identificar com a leitura, mas, pelo menos, é um caminho que lhes é colocado à disposição

As Coisas Dela disse...

Acho que pode ser incutido mas é também uma paixão pessoal, uma mistura das duas coisas vá... mas ler é tão bom que de certeza que irá gostar :) Beijinhos*

Os Piruças disse...

Olá.
Penso que já nasce com a pessoa. Incuntir não vejo mal e é sempre bom cativar a criança para o mundo da leitura. Como tu dizes é o mundo da imaginação. 😊
O Piruças já algumas vezes tento cativar o meu pequeno mas sem sucesso.

Beijinhos e boas festas.

Love Adventure Happiness disse...

Acho que em boa parte é incutido... A Bia adora de morte livros! somos capazes de estar imenso tempo a abrir e fechar o mesmo livro dizendo as palavras que lá estão (sejam animais ou objectos ou mesmo pequenas histórias)...

Larissa Santos disse...

Sim, é bom ter, ou incutir esse gosto. Existem, para iniciar, os livros de filha grossa apenas com imagens para cada idade :)) eles gostam.


Hoje : A sede do meu devaneio

Bjos
Votos de uma óptima Segunda-Feira

Aline Patricia disse...

Eu amava ler, mas faz tempo q nao leio.

http://www.blogsecretplace.com/

Graça Pires disse...

Já não sei responder a esta questão. Devemos incutir nas crianças o gosto de ler, sim, mas quando crescem será que leem?
Que tenha um Natal de Amor e que o ano de 2019 seja cheio de coisas boas.
Boas Festas!
Um beijo.

Matilde disse...

Ca me casa se ele me vê com um livro vai buscar um dos dele para me imitar, o mesmo acontece qd me vê a escrever :) ah e adora pintar com aguarelas:)

Green disse...

Acho que fazes lindamente, desde pequeno é algo ótimo para ele.

Ana_Catarina disse...

Olá, acho que pode-se ser tentar incluir mas sem esforçar muito. A mim foi algo natural e, fui lendo aos poucos e, hoje, é indispensável na minha rotina!

Beijinhos

Http://tudosoblinhas.blogspot.com

Titica Deia disse...

Não acho que seja incutido, mas acho que funciona com influência... Se te vir muitas vezes com um livro na mão, é natural que também vá pegar num. O meu filhote pega, e adora descobrir, o que não gosta é que eu lhe conte história... e isso... isso deixa-me triste!!!

м♥ disse...

Não sei se será um gosto incutido ou pessoal. Por um lado, é natural gostarmos de coisas com as quais estamos familiarizados. Se há livros em casa, se as crianças estão expostas a isso e vêem os pais ler, acabam por seguir o modelo naturalmente, a não ser que não tenham essa inclinação mesmo. Por outro lado, em minha casa nunca houve livros, nunca ninguém me ofereceu livros ou insistiu para que eu lesse, e eu adoro ler e adoro livros. Acho que é daquelas coisas que vem de dentro e que, com o tempo, vamos gostando mais. Deixa de ser "ler é uma seca porque é o que temos que fazer na escola", para um verdadeiro prazer, quando estamos inclinados para isso. Claro que a modelagem faz maravilhas, mas não se pode obrigar alguém a fazer uma coisa que não gosta.