8 de julho de 2020

Sadie (opinião SEM spoilers)

“I always forget fear is a conquerable thing but I learn it over and over again and that, I guess, is better than never learning it.”

Há uns tempos, pedi no Instagram do Reino, para vocês me aconselharam audiobooks e este livro da autora Courtney Summers foi recomendado várias vezes!

Este livro, que foi o primeiro que li da autora, na sua essência é um mistério mas com uns toques mais modernos, na vertente de Young Adult/ficção juvenil mas que na minha opinião podia facilmente ser um livro de ficção para adultos pois tem partes bem difíceis de ler. Aliás este livro contém triggers para algumas pessoas.
O formato do livro é bastante interessante… tem tanto a perspectiva da nossa personagem principal, a Sadie, na primeira pessoa, como também a narrativa de um podcast. 

Vemos a evolução do enredo através das duas abordagens, o que nos deixa completamente colados de início ao fim! Pois as duas perspectivas intensificam o mistério do livro…

Sadie, de 19 anos, é uma protagonista fora do comum, ela gagueja, uma característica que muitos escritores já usaram (e usam) para demonstrar uma personagem tímida ou, como eu costumo dizer, coitadinha. A Sadie é longe mas mesmo muito longe de coitadinha! O gaguejar é retratado de forma bastante realista, demonstrando em detalhe como a afecta no dia-a-dia e apesar da sua voz “externa” acabar por ser um obstáculo, a sua voz “interna” é incrivelmente poderosa.
A premissa é que Sadie, que infelizmente teve que crescer demasiado cedo e demasiado rápido para poder cuidar da sua única irmã, a Mattie, que a ama acima de tudo e todos… foi descoberta morta, há relativamente pouco tempo. Isso leva a Sadie a abandonar tudo e procurar o seu assassino. 

O podcast (que é na verdade um true crime radio show), com o título The Girls, é feito e narrado por West McCray. Ele começa a investigar o desaparecimento de Sadie, levando-o a investigar com alguma profundidade a vida tanto de Sadie como de Mattie e a morte desta última.

Eu tive imensas emoções com este livro mas as principais foi raiva, repugnância e desespero. A escrita é fantástica mas muito nua e crua, a autora não coloca paninhos quentes… ela não está a escrever para o leitor se sentir bem mas sim para contar a sua história, mantendo-se fiel a ela até ao final. O que achei mesmo fantástico!
Aconselho este livro a toda a gente mas se têm um interesse por True Crime, este livro é definitivamente para vocês e apesar da história deste livro ser ficcional, é totalmente credível… por mais perturbador que isso seja e espero que um dia que a mensagem deste livro se torne obsoleta.

Nota: vou deixar entre os parêntesis os triggers, não quis dizer propriamente na review pois considero-os spoilers mas acho-os importantes mesmo assim, por isso se quiserem saber basta selecionar esse texto e fica visível (paedophilia, child abuse, violence, sexual abuse and assault).

Audiobook: muito obrigada a toda a gente que me sugeriu este livro pois neste formato é mesmo espectacular! Pois converteram o livro para quase um radio drama, com um cast completo de actores e até com efeitos sonoros. Por isso, aconselho vivamente lerem neste formato!

Review em vídeo: não se esqueçam de visitar o Instagram do Reino para verem a review em vídeo!

2 comentários:

Andreia Morais disse...

Tenho mesmo que ler este livro!

Shy disse...

Olá! achei perfeita a sua resenha e muito rica em detalhes sem mostrar de mais o conteúdo e sendo sempre informativa na medida. Parabéns!