4 de janeiro de 2010

Deliberation


Jurei a mim mesma que este ano ia-me deixar das habituais resoluções porque no início do ano sonhamos com tudo e mais alguma coisa, quando depois as coisas não correspondem à verdade.
Mas não consigo de vez em quando pensar no que este ano me proponho a fazer ou o que gostava que acontecesse.
Por isso vou mandar é o juramento para o caraças e vou deitar tudo cá para fora!

No ano passado, ganhei e perdi amigos, reencontrei-me com a pessoa mais importante da minha vida, desiludi-me muito e reconheci muita coisa tanto em mim, como nas outras pessoas. Posso ter-me afastado de pessoas que eu pensava que me eram importantes, mas é precisamente isso… Penso muito. Talvez se pensasse menos não sofria tanto. Por isso, mediante o que aconteceu no ano passado, este mesmo ano, gostaria de pensar mais em mim e menos em quem não merece e nas coisas. Mas isto, eu digo sempre todos os santos anos e a coisa não tem perspectivas de melhorar. Talvez este ano seja diferente e eu consiga mesmo mudar. Para lá caminho! Pois pensando mais em mim, talvez arranje um mecanismo de defesa para não me desiludir com coisas vindas de pessoas de quem eu nunca pensei ou que não estava de todo à espera de tal coisa ou, ainda, de quem estava mais do que à espera. Este tipo de coisas consome-me, literalmente. Porque a pior coisa que me pode acontecer é eu não perceber o porquê das acções dos outros.
Ainda tento encaixar na minha cabeça dura que certas e determinadas pessoas não conseguem ser felizes, logo não deixam ninguém sê-lo, ou então simplesmente gostam de tratar as pessoas como lixo. Isso é que eu não vou permitir! A partir de agora quem me tratar como lixo ou algo dispensável vai ver o lado obscuro da Corina que sai umas 2/3 vezes por ano quando me chateio (ou, dependendo do ponto de vista, uma vez por mês). Eu raramente me chateio mas quando acontece, saiam todos da minha frente! Por isso, esse lado da Corina vai sair mais vezes, porque se as pessoas não entendem com palavras vindas duma conversa civilizada ou de achegas, então eu mudo de estratégia. Assim talvez me deixem mais vezes em paz e no meu canto, que é precisamente isso que quero, em vez de se aproveitarem de mim e da minha boa vontade. Isso vai acabar!
Contudo, uma coisa que vai começar é mais exercício físico. Eu tinha criado um hábito lá nos inícios do verão passado, de caminhar pelo menos uma horinha por dia. Como o verão passou, veio o frio e a chuva, além do facto da asma ter ficado descontrolada, deixei de andar e o meu corpo ressente-se (qualquer dia não vou caber na minha farda, pouco falta, acreditem). Não estou a dizer que vou começar a fazer uma dieta maluca, nada disso. Apenas fazer algum exercício físico, ter cuidado com o que como (porque só como porcarias) e olhar um pouco mais para mim, porque raramente o faço.
Vou ligar mais ao que eu visto. Vou aproveitar todos os saldos ao máximo!
Vou experimentar usar lentes de contacto.
Outra coisa que gostaria era talvez dar um saltinho na minha fotografia. Graças ao curso e também à pouca disponibilidade minha, deixei a fotografia um pouco de lado e sinto-me triste com isso, porque noto agora o quanto a fotografia me é importante. Tenho pena de ainda não dar para tirar um curso de fotografia mas é um projecto para mais à frente! Pois primeiro está o curso de inglês técnico para enfermagem que gostaria de tirar, já para não falar de acabar de fazer o FCE (First Certificate in English) e quem sabe o CEP (Centre for English Teaching). Tendo o PET é uma pena eu não continuar com o meu estudo, sempre é uma mais-valia para o meu currículo e eu adoro inglês.
Gostava que este ano conseguisse encher de uma vez só o meu cartão de 8 gigas da máquina fotográfica!
Por causa do ano passado, adorava ir ao Vagos Open Air outra vez. Agora que já sei o caminho (ou seja, não vou perder tempo a perder-me) adorava ir novamente e quem sabe não iria apanhar alguma banda do meu gosto. Até agora pouco é o cartaz que está confirmado e do que está confirmado não me puxa muito. Também adorava ir passar uma semanita ou duas com o gang do costume numa praia qualquer, só mesmo pela pura da diversão. Mas o dinheiro não está fácil e não se pode ter tudo… Custava-me muito ter que escolher por isso quem sabe não consiga juntar as duas coisas. É uma coisa a pensar.
Gostava também que durante o ano a minha asma melhorasse. Que não fosse necessário estar em tratamento contínuo porque medicamento é medicamento e tem sempre aspectos negativos, mais não seja pelo dinheiro que faço gastar aos meus pais.
Gostava de visitar e rever todos os bebés que nasceram no ano passado.
Gostava de visitar certas e determinadas pessoas que me são importantes, nomeadamente, a menina Xinha, a Angie, as Cátias e, quem sabe, a Tali. Gostava de conhecer o menino Gabi, que apesar da falta de contacto, sempre foi uma pessoa que sempre tive curiosidade de conhecer pessoalmente. Gostava também de conhecer pessoalmente a menina Lust, mas talvez ela venha ao norte, já que também já é possuidora de um bólide.
Vou procurar e estar mais atenta a concursos literários para poder fazer conhecer a minha obra Os Homens Também Choram (OHTC para abreviar). Mais não seja para me criticarem a obra, para numa próxima eu evoluir quanto à minha escrita.
Vou-me dedicar aos meus blogs. Descobri o quão terapêutico consegue ser, por isso vou entregar-me, literalmente, à escrita nos meus blogs. Sei que muita gente acha que 3 blogs são demais, mas dissecando:
  • “O meu reino da noite” é um blog pessoal, coisas do dia-a-dia, parvoíces, enfim, de tudo um pouco que sai da minha cabeça e do meu coração.
  • “Semi-enfermeira – As aventuras de uma aspirante a enfermeira” é um blog na vertente da saúde da perspectiva dos enfermeiros, dando também algum apoio relativamente à promoção da saúde.
  • “A linguagem dos símbolos – Simbologia” é um blog relacionado com uma área que eu adoro, que é obviamente a simbologia. É um trabalho em construção.
Vou entrar no concurso Super Bock Super Blog Awards e vou também enviar a minha inscrição para o programa da Rádio Comercial “O meu blog dava um programa de rádio”, com o meu blog “Semi-enfermeira”.
Relativamente às questões amorosas, vou namorar ainda mais. Vou beijar mais. Vou abraçar mais. Vou acariciar mais (mas sempre com muita pureza, atenção). Dedicar-me a quem merece, basicamente. Tentar limar arestas em mim que estão ainda um pouco afiaditas.
Vou trajar mais. Para o ano é o meu último ano académico (se Deus quiser e eu trabalhar para isso), por isso tenho que aproveitar uma das coisas que eu mais adoro, que é o meu traje e todo o espírito académico envolvente, incluindo claro as próximas praxes que se aproximam e vão começar no 2º semestre, penso eu de que… Não para lixar os caloiros mas para controlar doutores e muita coisa que se passa que é desnecessária de acontecer.
Gostava que pessoas minhas amigas conseguissem ser felizes. Sozinhas, acompanhadas, com ou sem cão ou gato, serem felizes porque muitas vezes é melhor estar sozinho do que mal acompanhado.
Vou ajudar mais quem precisa, nem que seja com pequenas coisas, e vou começar pelos meus amigos.
Vou ganhar coragem e vou experimentar o Restaurante Japonês de Vila Real.
Vou cozinhar mais.
Vou tentar não pensar muito no passado. Principalmente, no meu Micra… Costumavam-me dizer o primeiro carro nunca se esquece e nunca esqueci mesmo! Mas mais do que não esquecer o carro, também nunca vou esquecer como o perdi. Sei perfeitamente que podia não estar aqui, porque da forma como bateram no carro, se apanhasse a minha porta eu morria naquele instante. O pensamento de morte iminente persegue-me muitas vezes mas tenho é que agradecer à condução cuidadosa da minha mãe e a alguns anjos da guarda.
Vou ler mais livros e vou reler alguns antigos (se alguém tiver “Os filhos da droga” agradecia que me contactasse).
Gostava que este ano desse uma grande alegria ao meu tio e fosse finalmente visita-lo a Inglaterra, e com ele visitar tudo a que tenho direito duma das capitais que mais quero visitar!
Vou aceitar todos os abraços e carinhos que me oferecerem (se forem oferecidos de coração, claro).
Que eu não sirva de mau exemplo para ninguém. Vou tentar não ser tão impulsiva e respondona por tudo e por nada.
Vou tentar não ficar traumatizada quando fizer 22 anos e vou tentar não ficar deprimida quando me aperceber que vou fazer 23 anos.
Estar mais atenta no que toca ao cinema, vou ser uma verdadeira cinéfila.
Ouvir muita música, conhecendo novas bandas, nunca esquecendo as antigas e estando mais atenta às letras que são verdadeira poesia, que muitas vezes transmite o que sinto em três tempos.
Sorrir mais, rir mais e mais alto!
Tirar boas notas no curso, tanto nas cadeiras como nos estágios, que todo o meu trabalho seja recompensado. Porque eu gosto de empenhar-me e de ser recompensada.

Em termo de conclusão porque isto já está a ficar demasiado longo para uma simples resolução de ano novo, eu todos os anos peço sempre a mesma coisa, tanto no momento de comer as passas, como no momento de apagar as velas no meu aniversário: paz e sossego.
Desejo-o com todas as minhas forças mas acabo por nunca conseguir. Talvez porque paz e sossego não se deseja, consegue-se. Ou talvez nem isso.
Terei que crescer ainda mais para conseguir aceitar isso. Por isso a minha resolução passa pelo crescer… Amadurecer esta minha pessoa mas mantendo o eu original ao mesmo tempo.
Não preciso de mudar, apenas de crescer.


9 comentários:

Afal disse...

Estão aí muitas coisas que, se te sentares de agenda na mão, consegues concretizar facilmente.

Quanto às que exigem mais esforço, tudo se consegue com tempo e força de vontade ^^

E, eu cá te espero :D

Luis Malato disse...

Depois ainda dizes que na deitas tudo ca pra fora :|

Heartless disse...

Apenas desejo que consigas concretizar isso tudo e mais ainda se possivel, coisas que ainda nem te lembraste.

Força para o ano rapariga.

Beijos

Lust disse...

Em primeiro lugar espero que tenhas um ano excelente, cheio de paz, amigos e festa XP
Além de sermos "parecidas" fisicamente, também me identifico com muitos dos teus desejos, portanto espero que como eu os consigas realizar.
Quanto a minha ida aí, vamos lá ver, eu também quero conhecer esse sotaque ao vivo XP

Beijinho

LUST

Tali disse...

Bom anooooo!
Gostei muito do post, apesar de não ser adepta de dizer aos 7 ventos os nossos planos :b
Mas gostei quando mencionaste o meu nome e, sinceramente, também é um dos meus desejos! Vamos ver o que a vida nos reserva!
Os verdadeiros desejos têm muita força e mais cedo ou mais tarde, eles se realizam :D

Adoro-te minha tarada linda
*******************************

Ângela disse...

muitas das tuas resoluçoes coincidem com as minhas (mudando o contexto claro).
Espero que consigas realizar tudo o que disseste, mas como tudo depende - principalmente - de ti, entao espero que consigas consigas realizar as coisas mais importantes primeiro, pk assim ficas com a tal paz e sossego que desejas e conseguiras realizar as menos importante de uma forma mais feliz :P

(ai, o meu maior desejo pa 2010 é acabar o curso - já nem falo em médias - e arranjar emprego pouco depois)

Luis Malato disse...

Maior panico da kori: ter conhecido o I_CAN em pessoa :x

Firewalking disse...

Acho muito bem!!! É isso mesmo!! Acho que deves tentar mudar o que achas necessário! Embora tenha ficado a meio do texto (ele é enorme... xD), acho que deves tentar ir para frente com essas ideias! lol

Feliz 2010!! ehehe :D

Firewalking disse...

Alto!!! Acabo de ler a parte melhor!!! LOL

Acho muito bem!!! Também curtia ir de novo ao Vagos Open Air!!! Pena é que as duas bandas confirmadas não puxem muito para ir... espero que melhore substancialmente!! Caso aconteça, estamos lá!!! :D

\m/