14 de novembro de 2018

Making a Murderer, part 2


Depois de ter ficado de queixo caído com a Parte 1, desta série, eu não podia de todo perder os novos episódios!

Tal como tinha dito na minha review da primeira parte, esta série é sobre um caso judicial específico que se tem arrastado há décadas. Esta segunda parte é em continuação disso mesmo...

Ora bem, eu não percebi muito bem como poderiam fazer uma segunda parte mas logo as minhas dúvidas ficaram acalmadas quando vi que eles procuraram um advogada todo XPTO que pegasse naquele caso... e aquela advogada é mesmo qualquer coisa! Ela fez testes, investigações, recriações e obviamente fez perguntas que muita gente não queria ouvir ou não estava preparada para ouvir. 
O que levou a uma investigação que me deixava de queixo caído com cada episódio! Obviamente que não vou dizer nada pois tenho receio de dar spoilers mas digo apenas que no final da série fiquei mesmo com a sensação que este caso deve ser de longe o mais mirabolante. E até diria, assustador!

Vocês já conheciam ou já viram esta série? O que acharam? Preciso urgentemente de pessoal para discutir isto, LoL.

12 de novembro de 2018

Fitbit


No início de Outubro decidi comprar um Fitbit... e o que é perguntam vocês? Ora bem, um Fitbit é basicamente um fitness tracker que dos mais simples serve para contabilizar passos e quilómetros e mais complexos dá para ler as mensagens no visor, avalia o pulso cardíaco, etc.

Aqui a vossa Soberana quando começou a ficar chateada que o telemóvel não contabilizava os passos todos e depois de um test-drive ao Samsung Smartwatch do Maridão tirou a conclusão que não queria nada de complicado, por isso escolhi o Fitbit mais simples (como o da foto) por 30 libras.

Então agora que já o tenho há mais de um mês, estou pronta para fazer uma review... em primeiro lugar gostaria de dizer que é super fácil de usar, não só no sentido do aparelho em si mas também pelo facto de ser super leve. O botão é tão pequeno que mal pesa e a pulseira é de borracha super leve também! Uma pessoa esquece-se mesmo de que está o usar... o que ajuda não só no trabalho (que em vez de usar no pulso, uso no tornozelo qual presidiária qual quê) mas também a dormir.



Sim! Foi a especificidade que mais gostei do Fitbit por acaso. Talvez para uma pessoa "normal" não tenha grande importância mas para quem tem distúrbios do sono e/ou bebés ainda a amamentar, isto é brutal! Mostra-nos com precisão quantas vezes acordamos durante a noite, se temos um sono descansado, por quanto tempo, etc.


Depois ainda descobri que existem pequenos adereços para o Fitbit tornando-o assim mais bonitinho. Paneleirices de gaja, LoL. Mas por apenas 3 libras, dá-lhe realmente um ar diferente, eheheh.

Em suma, adorei! Fiquei mesmo fã e faz-me realmente mexer mais para tentar chegar aos 10 mil passos diários (que são a recomendação da Associação Americana de Cardiologia) e ás vezes dou por mim a dar voltas à sala ou a arrumar o que está arrumado pois quero chegar ao objectivo, LoL. Dá também uma ideia do teu dia-a-dia, como por exemplo, nos dias de "faxina" faço à vontadinha sempre à volta de 15 mil passos! Incrível mesmo.
Isto tudo para ajudar nas contas matemáticas de perder peso, isto é, sabendo o teu NEAT sabes o teu Défice Calórico... e nessa aventura, tenho-vos a dizer que estou quase quase a chegar ao meu objectivo! Stay tuned.

E vocês, usariam um Fitbit? Ou já têm um? Que acham?

10 de novembro de 2018

Esmiofrar a maquilhagem: rímel & eyeliner

O que fazer quando o rímel e/ou eyeliner está a dar as últimas ou está a ficar demasiado grosso? 


Basta usar umas gotas de cloreto de sódio ou se por acaso usarem lentes de contacto, umas gotinhas da vossa solução. Agitem bem, misturem com o aplicador e voilá!

8 de novembro de 2018

Cesariana: o gémeo desaparecido



Ora bem... aqui vai mais uma história das minhas aventuras no Bloco de Obstetrícia, estão preparados? É que esta é mesmo boa, LoL. Obviamente que na altura não se achou muita piada mas agora que tudo se passou e está tudo bem, quando contamos esta história no trabalho, é simplesmente de chorar a rir!

Portanto, estava aqui a vossa Soberana em mais uma cesariana electiva, que desta vez iam nascer gémeos. Tudo bem até aqui. Ora bem, procedemos a uma cesariana normalíssima, preparados para dois bebés, tirámos o primeiro bebé e vimos o tamanho, uns bons 4 quilos, pensámos: credo, será que o outro gémeo também é deste tamanho ou vai sair raquítico?!

Só para que saibam, não é muito normal ter gémeos acima dos 3 quilos, pois como devem imaginar o espaço é muito reduzido e o "alimento" é dividido por dois.

Então com o primeiro bebé cá fora, procedemos a tirar o segundo... o cirurgião mete a mão no útero. O cirurgião remexe a mão no útero. O cirurgião olha para mim com ar de pânico. Aqui a vossa Soberana pensa: "Porraaa, queres ver que temos que arrebentar outro saco amniótico ou que está a levar com o sangue da operação e está ali perdido no útero da senhora?"
Não... nada me preparava para as palavras de pânico do cirurgião: "Eu não encontro mais nenhum bebé. É só um!"

Pois meus filhos, é que nas ecografias todas que a senhora fez, tinham sempre visto dois bebés mas na verdade a senhora só tinha um! Um erro crasso que obviamente foi e está a ser investigado. 
A senhora depois de ter passado o choque inicial disse que até estava bastante aliviada pois tomar conta que de gémeos é bastante difícil... o único senão é que tinha comprado dois de cada coisa: carrinho para gémeos, duas cadeirinhas-auto, dois berços, etc. 

Portanto aquele bebé vai ter sempre uma história fantástica sobre o nascimento dele... Melhor que esta é impossível, LoL.

6 de novembro de 2018

Quando é que a magia começou...


Depois de ver o vídeo da The Phoenix Flight fiquei a pensar... onde é que eu estava quando li Harry Potter pela primeira vez?

Para quem me segue há mais tempo, sabe o quão maluquinha eu sou por esta colecção e por este mundo! Desde merchandising, à colecção de livros, às inúmeras visitas aos WB Studios ou à plataforma de 9 3/4, até os audiobooks...
E tudo isto começou quando eu tinha por volta de 12/13 anos quando a minha melhor amiga na altura me emprestou o primeiro livro (o Pedra Filosofal) depois de eu a ter visto a ler tão compenetrada.

Escusado será dizer que fiquei automaticamente viciada!

Quando comecei a ler, nesse mesmo ano, saiu o quarto livro (o Cálice de Fogo) portanto li os três primeiros livros e antes de sair o quarto, reli os três livros e voltei a fazer isso de cada vez que saia um livro novo. Dizia eu que era para ter a história fresquinha antes de sair um novo livro... mas na verdade era uma desculpa para me mergulhar naquele universo fabuloso que a J.K. Rowling criou.

E vocês? Onde estavam quando leram HP pela primeira vez?

4 de novembro de 2018

Plano fitnesseiro: quads

O primeiro set de exercícios é direcionado para os quads e dois exercícios que faço são as tão famosas squats e lunges. Na verdade são exercícios que "atacam" várias áreas mas em grande parte é para os quads e podem praticar com ou sem pesos. 
Para vos explicar a melhor forma de fazer squats, deixo-vos um vídeo dos excelentes e super informados Buff Dudes. Mesmo que não percebam inglês, vejam como ele faz e apliquem uma boa forma de fazer este exercício, no sentido de não estragarem as vossas costas, ancas e joelhos.


Depois vêm as lunges, que mais uma vez podem praticar com ou sem pesos ou, ainda, podem adicionar um banco, cadeira ou cama, para vos ajudar com este exercício. Mas aqui explicam a melhor forma de os fazer.


Não percam o próximo episódio do plano fitnesseiro porque nós também não, LoL.

2 de novembro de 2018

Stories for boys who dare to be different


Este livro tem direito a uma foto toda fofinha pois foi uma prenda brutal para o Príncipe da The Phoenix Flight

Estive logo a dar uma vista de olhos e as ilustrações são fantásticas e mal posso esperar para começar a ler as histórias ao Príncipe. Sim, tenho-me aguentado e ainda não li nenhuma das histórias (apesar de ter espreitado os nomes) pois quero descubri-las com ele!

Mal posso esperar... Quero deixar, claro, um muito obrigada à The Phoenix Flight por ser uma mega fofinha e por pensar sempre no Príncipe! 


P.S. - se quiserem ver a review dela desta coleção de livros, basta clicarem no nome.

30 de outubro de 2018

Halloween


Na semana passada fui à festa Halloween do trabalho... e foi simplesmente brutal! 

Eu dei asas à minha geekness e fui de Uhura, uma personagem de Star Trek. O que acontece a uma geek que se vai mascarar? O disfarce torna-se num cosplay, claro, LoL.


28 de outubro de 2018

Respostinhas

Ora aqui vamos nós responder às vossas perguntas... como algumas são bastante similares ou estavam relacionadas, eu juntei-as e fiz assim uma salada russa, LoL. Espero que gostem!



A menina é solteira, casada, divorciada, viúva ou assim-assim...?
- A menina aqui foi solteira e boa rapariga mas agora deixou de viver no pecado desde Julho e casou-se, eheheheh.

Arrependes-te de ser mãe? Qual o maior desafio em sê-lo? A vida era melhor antes de? / Para além de estabilidade profissional e financeira que condições na vida devem estar reunidas para se tomar essa decisão e sobreviver? / Queres ter outro filho? Porquê?
- Não me arrependo nadinha de ser mãe. Talvez se calhar a altura não foi a melhor pois se vocês se lembram, quando eu estava quase a ter o Príncipe foi quando nos mudámos para a nossa casa. Mas tudo se fez e lentamente lá fizemos o nosso lar... lá sobrevivemos à mudança de casa e a um recém-nascido, LoL. Sinceramente acho que não consigo dizer se a vida antes era melhor ou não pois há momentos na vida para tudo. Há momentos para sermos livres que nem um passarinho e há momentos em que temos que acordar cedo para ir brincar com a nossa criança, LoL. Momentos para tudo e dizendo isso, respondo à questão de ter outro filho... Esse momento chegará mas não de momento.

Dá-nos a conhecer uma curiosidade sobre ti... 
-Não gosto de comer com as mãos. Consigo dissecar na perfeição um frango com faca e garfo, além de conseguir descascar um camarão com talheres em tempo recorde. Eu sei, estranho but oh well, LoL.

O porquê da escolha do nome do blog? / Significado do nome do blog? / Foste súbdita de alguém por algum tempo? / Como surgiu a ideia de ter um blog? / Qual é a tua inspiração para o blog?
- Ora bem, o nome do blog por acaso já não me lembro de onde o fui buscar. Tenham dó de mim, o blog está quase a fazer 10 anos por isso lá foi qualquer coisa que fez sentido no meu cérebro de pita na altura. Mas ficou e eu até gosto pois muitas vezes me dizem que vivo num mundo/reino só meu, portanto é lógico que o blog seja uma extensão de mim. Daí advém o nome carinhoso que dou aos meus seguidores, os meus "súbditos", não é nada relacionado com BDSM, nem 50 Shades of Grey... Sorry.

Será que a vida é uma simulação tipo 'Matrix'?
- Provavelmente. Até digo mais, esta vida mais parece um jogo de Sim's

Há algum tema que gostasses de abordar no blogue, mas que ainda não tenha acontecido? / Os teus objetivos para o blog? / Um tema que achas que é taboo e queres abordar no blog. / Qual seu assunto favorito abordado no blog?
- Gostava imenso de abordar mais o meu trabalho pois é também uma grande parte da minha vida, que eu adoro e me preenche tanto mas torna-se um pouco difícil de descrever certas situações por ser uma área tão específica, por isso é que muitas das vezes acabo por descrever mais na parte de Obstetrícia pois é mais fácil. Portanto, o meu objectivo é mesmo mudar isso! Partilhar mais com vocês dessa grande parte da minha vida que é o meu trabalho, que envolve grandes tabus (doença, morte, etc).

Se pudesses ser um objeto, qual serias?
- Uma caneta mas provavelmente não nesta época pois gostava de ser uma caneta na altura em que se escrevia imensas cartas. Ver tantos sentimentos a ser passados para o papel... Adorava!



Só podias ler um autor para o resto da tua vida, quem seria? / Qual o teu autor inglês favorito?
- Isso é uma pergunta tãaaaaaaaao injusta! Mas estive a pensar e provavelmente seria a J.K. Rowling pois ela acrescenta cada vez mais ao mundo de Harry Potter e é um universo que eu simplesmente amo de morte mesmo!

Já alguma vez tiveste uma experiência paranormal?
- Estava de férias em casa de uns amigos e durante a noite ouvi passos (o chão era de madeira), de manhã perguntei se eram os meus amigos, eles disseram que não. No início pensei que fossem eles a gozar comigo ou a fazer uma brincadeira mas na noite seguinte voltei a ouvir e fui ao corredor e não via ninguém... e continuava a ouvir os passos... sem estar ninguém no corredor. Aqui a vossa soberana estava, como se diz em linguagem técnica, cagadinha de medo!

Percebi que és uma enfermeira a viver no Reino Unido, talvez possa perguntar como está a ser a experiência? / Gostas de viver cá no Uk? / Estás a trabalhar ou a estudar no RU? / Tugas no UK!! Conta os clichés que já encontraste! / Quando decidiste mudar de país? / Se não estivesses morando no país em que estás, em que outro estaria e por quê? 
- A aventura de viver num outro país e exercer a minha profissão está a correr imensamente bem. Vim para o UK, trabalhar como enfermeira (mais especificamente do bloco operatório) em 2012 e não me arrependo nadinha! Ora bem, quanto aos clichés... talvez o que já tinha escrito no post da Emigrantada Ortodoxa mas acho que o mais típico é mesmo os tugas a falarem português em plenos pulmões no meio da rua ou algum sítio pensando que não estão a ser percebidos, LoL. E quando percebem que efectivamente há mais pessoal que sabe português? Priceless...
Mas se não estivesse no UK, provavelmente estaria no Canadá pois é um país que adoraria conhecer e viver. Alguém já visitou ou tem lá alguém? Preciso de connects!

Ponderas o regresso a Portugal para exercer a tua profissão? / Ponderas regressar para Portugal antes da reforma?
- Ora bem, muito honestamente ainda não pensei tão à frente... mas antes da reforma só se me expulsarem daqui, LoL.

Bem vamos lá, o que mais gostas neste mundo dos bloggers e o que menos gostas? / Já alguma vez tiveste comentários menos bons no blog? / O que você mais aprendeu aqui no mundo da blogosfera? 
- Se alguém vos disse que a vida na blogosfera é um mar de rosas ou vos está a mentir ou então começou há bem pouco tempo... tal como disse ali em cima, estou nesta vida há quase 10 anos e tem coisas boas e coisas más, claro. É difícil de dizer o que mais aprendi pois a blogosfera é feita de pessoas todas com experiências diferentes, por isso estou constantemente a aprender. Contudo, sim, tive comentários menos bons e foi por essa razão que desautorizei comentários anónimos. Eu tento não ver as coisas más mas faço as coisas boas sobressair e por isso mesmo cá estou eu neste Reino mesmo depois destes anos todos.

Algum destino de sonho cuja viagem esteja para breve?
- Ora bem, breve breve não está nenhum mas o Maridão quer voltar a Macau e com certeza mostrar ao Príncipe onde o papá cresceu. Mas tão cedo não...


O que queres concretizar em 2019? / Onde te vês daqui a 5 anos? / Como te vês daqui a 10 anos? / Em termos pessoais, que objectivos gostavas de alcançar num futuro próximo?
- Eu já consegui alcançar tanto que quero aproveitar e ver o meu Príncipe crescer... contudo em termos profissionais talvez deixar de ser preguiçosa e evoluir um bocado. Em termos pessoais, gostava de fazer este Reino evoluir cada vez mais!

Gostas de poesia? Que poetas gostas?
- Não é a narrativa que mais gosto mas não dispenso um bom Fernando Pessoa.

No teu reino da noite, o que te aconteceu, no plano sexual, assim de invulgar?
- Acho que o mais invulgar, no trabalho, acontecia sempre que saia um novo filme da saga 50 Shades of Grey... 


Já deste medicamentos errados ou trocados a algum paciente? / Já fizeste sexo/amor com algum colega no hospital? Se sim, foi de noite ou de dia e onde? / Já viveste alguma situação desagradável com algum enfermeiro/médico?
- Nunca cometi esse tipo de erro com um paciente. Mas sim já fiz toda uma actividade com um colega e foi sempre em casa, LoL. Para quem não sabe o Maridão também é enfermeiro! Por isso também conta, eheheheh. 
Infelizmente já vivi situações desagradáveis com outros colegas... um cirurgião em particular recuso-me ainda hoje a trabalhar com ele de tão mal-educado que é.


Quando perdeste a inocência e em que circunstâncias?
- Acho que foi por volta dos meus 9/10 anos quando percebi que o Pai Natal não existia.

Qual o teu estilo musical?
- Um bocadinho de tudo mas podem sempre inspecionar o Songs that seem like they were written just for you.

Quando vai espreitar quem te visita no blogue, quais são os sites de entrada, também te aparece uma coisa como «fazanal.com»? 
- Credo, não! LOL Se bem com os posts como tinha mostrado das ideias peregrinas que às vezes os meus doentes têm, até nem me admirava.

Que género de cinema gostas?
- Gosto de tudo um pouco mas o que menos gosto é filmes com zombies. Não que tenha medo simplesmente não gosto...


Com que personagem de ficção te identificas mais? / Se fosses a personagem de um livro quem serias?
- Epaaaaa, outra pergunta injusta... juro que não me consigo identificar assim a 100% mas talvez a Alex da saga The Covenant, por ser desbocada, tresloucada mas super obstinada e leal. Além de que tinha o bónus de ter o Aiden... mas é um mero pormenor, obviamente, LoL.

Conheces o Brasil?
- Por acaso não, apesar de lá ter família.


Está a gostar de viver na sua nova casinha? 
- Estou a gostar imenso! Obrigada por perguntares. 

Ninguém é tão bom que mereça nota dez nem tão mau que mereça nota zero, então em se tratando de bondade e maldade, que nota darias para ti mesma?
- Honestamente não sei... provavelmente um 5. Pois consigo ser ambos mas não sou ambos. Faz sentido?

Qual é a tua memória mais querida de infância? / Há algum sítio onde ias na tua infância do qual guardas umas memória muito especial? Qual?
- A mais querida não sei mas guardo todas as minhas memórias de quando estava na quinta dos meus avós, com imenso carinho. A correr pelas vinhas, a trepar por todas as árvores e escolher a fruta, chegar a casa toda arranhada mas feliz!


Conta-nos um sonho teu.
- Vou vos dar uma Inception dum sonho meu. Eu sonhei que estava no trabalho e estava a contar sets pois alguém os tinha danificado... eram os únicos no departamento para aquele paciente e então estava em pânico.
Na vida real, o Maridão estava a ouvir-me a falar a dormir e percebe que eu estava a contar, em inglês: one, two, three... É bastante normal eu falar a dormir mas neste caso eu não me calava apesar dos esforços dele, dizendo "vai dormir", "está tudo bem", que normalmente resultam. Nisto eu continuava a contar super nervosa até que o Maridão diz: "The counts are correct. You can leave the sets." Que basicamente significa que as contagens estavam correctas e que podia largar os instrumentos, LoL. E eu calo-me!
Achei super hilariante quando o Maridão me contou e impressionante que só me calei quando ele me falou em inglês e eu estava de facto a sonhar em inglês! O nosso cérebro é fantástico...

Se imagina sem o blog?
- Nem pensar!!!

22 de outubro de 2018

Para o pai de primeira viagem...



Eu sei que tenho estado a escrever mais sobre o lado da mãe mas um bom pai faz toda a diferença! Então este post para isso mesmo, para os pais de primeira viagem que têm ou vão ter um bebé.

Em primeiro lugar, ser pai é extremamente excitante mas também bastante confuso. Sim podes ter feito muitas aulas pré-natais ou até ter lido muitos livros ou ainda ter recebido imensos conselhos de família e amigos mas nada mesmo nos prepara efectivamente para ser um pai ou uma mãe.
É normal que seja um grande ajuste à vida de casal, especialmente à de cada um pois são papéis completamente diferentes mas que acabam por se complementar. É normal também sentirem saudades da “antiga vida”: dormir até à hora de almoço, ver umas quantas temporadas de uma série num domingo à tarde, ir ao cinema a meio da semana… é normal ter saudades, por isso mesmo é um ajuste.

Um facto central de ter um bebé, é que vocês os dois vão estar exaustos ou nas melhores das hipóteses, cansados. Lidar com um recém-nascido é exaustante para ambos e nem sequer vale a pena competirem sobre quem está mais cansado... A melhor forma de se ajudarem é intercalarem cuidar do bebé para poderem descansar um pouco mas vamos ser sinceros, a mamã vai ter um pouco de privilégios. Ela acabou por passar por um parto ou uma cesariana, o corpo dela ainda está a recuperar e há certos sítios que nem ela sabia que podiam doer, estão nesse momento a desejar um pouco de descanso, coisa que ela não consegue dar pois tem que cuidar do rebento.

Devido ao cansaço e especialmente às hormonas, vai haver algumas lágrimas durante o primeiro mês. É completamente normal, tal como mencionei quando falei sobre os baby blues.. por isso não entrem em pânico, parece um pouco vago mas o que basta mesmo é serem pacientes e compreensivos. 

Além disso, há imensas coisas que um pai pode fazer para ajudar. Sim, podes-te sentir um pouco a mais ou inadequado, principalmente nos primeiros tempos em que há muitas horas de amamentação e tu não sabes o que raio fazer. Não te preocupes pois há imenso que podes fazer… pode não ser directamente com o bebé mas ajudando no cuidar da casa, mantendo-a organizada, cozinhando, fazendo as compras, etc. vais ver que tiras um peso dos ombros da mãe. O alívio vai ser tremendo, vais ver. 

Ah! Não te esqueças de oferecer muitas bebidas (chá ou apenas água) pois com o cansaço a mãe esquece-se de beber e com a amamentação, ela precisa de fluidos suficientes.
Amamentação. Eu podia escrever todo um capítulo sobre a amamentação mas vou resumir em algumas palavras: não é fácil. Nem sempre vem naturalmente, no início pode doer e pode mesmo ser extremamente frustrante. Por isso se a mãe quiser amamentar, sê prestável e pergunta como podes ajudar: pode ser a buscar um copo de água ou preparar os discos para ela prevenir alguma mastite ou simplesmente ajudar com a subida do leite. 

Além disto, uma grande ajuda é seres o braço direito da mamã, isto porque vai haver muita gente a mandar palpite (se calhar até a tua própria mãe) por isso prepara esta fala: "ela é uma mãe fantástica e está a fazer um excelente trabalho!" Vais ver a expressão de gratidão e de alívio da mamã por ter alguém do lado dela.

Ora bem, tal como disse que durante a amamentação podes sentir que não há grande coisa que possas fazer e que esse momento até chega a ser o momento especial entre mãe e bebé... Por isso também é importante teres esse momento especial entre pai e bebé! Pode ser com miminhos, passeios (para a mãe poder descansar), dar o banhinho ou até mesmo as aulas de natação para bebés… Tanto faz desde que seja um momento só vosso.

Uns grandes conselhos para o pai que já voltou ao trabalho e que a mãe fica em casa a cuidar do bebé: se te atrasares, avisa; quando chegares a casa, entra logo para ver como eles estão (nada de conversas com o vizinho ou uma ida ao café); mostra interesse com o bebé mal chegues; e nunca mas nunca perguntes “o que é para o jantar?”.
Agora a explicação, para não pensarem que estou maluquinha, LoL. O facto de avisar se vão chegar atrasados e para entrarem logo em casa, tem a ver com o facto de que vocês não sabem como foi o dia da mãe. Não sabem se por acaso ela teve a fazer um esforço hercúleo para acalmar as demoníacas cólicas ou o bebé não conseguiu dormir durante o dia ou simplesmente ela precisa da tua companhia, ela esteve o dia todo com o bebé e ter algum contacto ou meramente uma conversa com um adulto é fantástico. O mostrarem interesse pelo rebento mal cheguem a casa tem a ver com o facto de as mamãs precisarem de um descanso… cuidar de um bebé um dia inteiro sozinhas é extremamente exaustivo, por isso chega a casa e diz “vai tomar um duche, eu senti imensas saudades do bebé e mal posso esperar por o abraçar”, ela vai achar que um anjo entrou pela porta de casa, acredita em mim.
E em último a pergunta “o que é para o jantar”, que para uma mãe que teve um dia muito mau é a cereja em topo do bolo porque não é apenas uma pergunta, é assim como que uma bofetada na auto-estima dela como mãe, como mulher e dona de casa. Uma variante desta pergunta é a célebre frase “mas ficaste em casa o dia todo sem fazer nada” que para este tipo de comentários não se admirem que a resposta à pergunta do jantar seja “o teu testículo direito”.
Se não há nada pronto ou não teve oportunidade de cozinhar, faz qualquer coisa rápida (muito provavelmente a mãe quer é comer qualquer coisa e ir dormir, por isso não é preciso fazerem algo digno do MasterChef), se és um desastre na cozinha até para fazer torradas, encomenda qualquer coisa ou então há sempre Cerelac, certo?

As visitas vão ser da tua responsabilidade. Não há negociação possível, pois a mãe vai estar assoberbada com o bebé e ainda por cima levar com visitas? É normal as pessoas quererem ver o novo rebento da família mas vai ser da tua responsabilidade ver se não vai ser demasiado para a mamã, quer por serem muitas de uma vez ou porque ficam demasiado tempo. Educadamente, mostra-lhes a porta, LoL.

Ok, preparados para uns conselhos práticos e que salvam vidas? Isto principalmente nos meninos mas também inclui um pouco as meninas: nunca mas nunca deixem um rabo ao léu. Por experiência própria principalmente quando são mesmo muito pequeninos, podem puxar a qualquer altura e olhem que sai a jacto! Com o Príncipe foi de tal ordem que atingiu o pai, o móvel, o chão e a porta do quarto, LoL. Nunca subestimem o poder de um rabo de bebé! Já para não falar do óbvio com os rapazes de quando sentem um arzinho fresquinho no material, sentem logo necessidade de criar um repuxo. Não cometam esse erro, tenham sempre a nova fralda pronta para entrar em acção!

Um conselho de uma M.F.C.A., é quando a mãe tiver assim num momento carinhoso, de brincadeira ou até mesmo a dormir com o bebé, tirem uma fotografia. As mamãs adoram tirar fotos dos rebentos (que geralmente estão ou sozinhos ou com os papás) mas geralmente não temos ou temos mesmo muito poucas com os nossos bebés... também merecemos! 

E para finalizar, gostava de mencionar que a vossa relação como casal vai voltar. Nos primeiros tempos é como se fosse uma guerra, no meio das trincheiras não há grande tempo (e paciência) para a vossa relação. Aliás a mãe vai deixar o pai de lado um bocado pois é simplesmente muita novidade com a chegada de um bebé mas não te sintas rejeitado, aproveita para te envolveres e compartilhares esses momentos com a tua nova família.

Há muita pressão em ambos para cuidar do bebé e aprender a cuidar dele é uma aprendizagem muito grande no início… pensem, vocês não o “conhecem” e ele não sabe comunicar dizendo o que quer mas lentamente vocês vão conhecendo-o e mesmo sem ele saber comunicar vão saber o que ele precisa. Por isso mesmo, precisam de tempo para depois da poeira assentar, de se ajustarem aos vossos novos papéis, daí falta de paciência, discussões ou umas palavras menos amáveis, são normais mas eventualmente volta tudo ao normal e a vossa relação fica melhor do que nunca.

Sobreviveram a uma guerra juntos, melhor que isso não há!

18 de outubro de 2018

One



Desde há um ano que este dia começou a ter muito significado... sei que pareço um disco riscado e cheio de clichés mas a verdade é que parece mesmo que foi ontem que fui com contrações para o hospital e agora já ando a correr atrás do Príncipe!

Eu gostava de escrever alto texto mas honestamente eu acho que ainda não caí em mim de que o meu Príncipe faz hoje um ano, pois vai ser sempre o meu bebé... mesmo se for para a tropa, LoL.

Serás para sempre um amor tatuado na minha alma!

12 de outubro de 2018

P&R



Decidi que queria fazer uma sessão de Perguntas & Respostas antes que 2018 acabasse. Por isso, estejam à vontade, meus queridos súbditos e perguntem o que quiserem, desde perguntas filosóficas às perguntas mais banais!

10 de outubro de 2018

A caminho da celebração do ano



O Príncipe é realmente muito viajado, LoL. Mas desta vez é por uma razão extra especial: o Príncipe está quase a fazer 1 ano e não há nada melhor que passar esse grande marco junto da nossa família!

8 de outubro de 2018

Plano fitnesseiro


Perguntei-vos no Instagram e Facebook do Reino se deveria partilhar com vocês o meu plano de exercícios... a esmagadora maioria disse que sim, por isso aqui estou eu prontíssima a partilhar com vocês o meu EAT (tal como mencionei no post sobre NEAT) que pratico em casa com o mínimo de pesos.

Mas em primeiro lugar vamos tirar umas dúvidas relativamente a que tipo de workout que, na minha honesta opinião, se deve fazer, isto é, entre o Full Body Workout e Split Workout.
Pois como agora há muito pessoal fitness da treta que adoram confundir ou simplesmente mal informar as pessoas, tendem a impingir-vos o Split Workout. Que não tem mal nenhum, atenção, contudo este tipo de treino é algo muito usado por bodybuilders ou pessoal do fitness da pesada, que consiste basicamente em incidir cada treino numa área do corpo, por isso é que muitas vezes ouvem pessoal a dizer: hoje é dia de braços; ó não, hoje é leg day; e por aí fora... Se tens toda a intenção de ir todos os dias ao ginásio para entrares numa competição ou já praticas exercício e queres fazer subir ao nível seguinte, então este treino é para ti.
Agora para o restante dos mortais que tem mais que fazer do que ir ao ginásio todos os dias, quer é fazer exercício para se manter saudável ou perder peso, o ideal é o Full Body Workout. Que consiste no que diz o nome, um treino que "mexa" com o corpo todo, ou seja, em vez de se incidir numa área específica, treina tudo ou quase tudo. 

E assim nasce uma nova crónica: Health & Fitness

6 de outubro de 2018

Top Secret



Ainda enquanto estava grávida, quanto não estava a sofrer de bullying, perguntava a amigas mães e amigos pais experientes, conselhos para uma mamã de primeira viagem, nomeadamente eu. Recebi de tudo um pouco mas recebi simplesmente os melhores conselhos, que ainda todos os dias passam em repeat na minha cabeça...

Em primeiro lugar, a casa, a roupa, a loiça, etc fica tudo para segundo plano. Eu já tinha mencionado isto no Síndrome de Mãe Perfeita pois nós além de sermos mães somos as "donas" da casa e nos primeiros tempos de ter um bebé, tentamos loucamente dar resposta a tudo, perdendo um bocado a noção das prioridades.

Em segundo lugar, tenta ter um bocadinho de "me time".  Quando me disseram isto no início pensei "mas então eu vou querer aproveitar todos os bocadinhos com o meu bebé, não?" Devemos aproveitar o tempo que estamos com os nossos pequenos mas devemos também tentar manter os nossos hobbies ou simplesmente estar sozinha a meditar. Pode-se pensar "ó meu Deus, eu sou tão má mãe por querer um pouco de tempo sem o meu bebé" mas a verdade é que não só é normal como é saudável para ambos.

E em último lugar mas não menos importante, faz o teu rebento sorrir, o resto o que não vem naturalmente, vem por tentativa e erro mas o que é importante é mantê-los felizes. Este conselho ficou-me gravado na cabeça para nunca mais sair! É tão verdade! O pessoal quando me vê com o Príncipe pensa que sou maluquinha pois estou sempre a fazer caretas, a brincar e a dar beijocas com cócegas para o fazer rir... o resto? Veio naturalmente e o que não vem pois sou mãe de primeira viagem, vou tentando a ver se resulta.

E aqui estão. Os conselhos super-secretos que pelos vistos ninguém fala mas que aqui a vossa Soberana revela ao mundo qual wikileaks qual quê! Como sempre espero que vos ajude...

4 de outubro de 2018

Attack on Titan


Finalmente comecei a ver este tão falado anime! Eu perdi por completo toda a excitação quando este anime saiu... mas finalmente, depois de alguns súbditos me aconselharem vê-lo, tenho a dizer que tenho muitas questões, LoL.
Durante a primeira temporada havia demasiadas perguntas: o que são exactamente os Titans? Como é que foram criados? O que raio está na cave?!
Esperava eu ter algumas respostas mas não... então comecei a ver a segunda temporada mas em vez de respostas uma pessoa tem mais perguntas, LoL. 

Este anime tem sido mais difícil de ver pois na Netflix só tem uma temporada, por isso não consigo ver no meu commute. Por isso, nada de spoilers!

2 de outubro de 2018

Esmiofrar a maquilhagem: base

Já vi imensos posts a queixarem-se sobre o desperdício de base e quem diz de base, diz do resto da maquilhagem. Contudo, o mais falado acaba por ser base pois normalmente são os frascos mais chatos para se conseguir aproveitar tudo... Então pensei: e que tal explicar ao pessoal como é que eu espremo a maquilhagem até ao tutano? Aqui ficam as minhas dicas de como aproveitar até a última gota da vossa base.

A primeira opção é investir numa espátula própria de maquilhagem. Na Amazon, aqui  no UK, custam 6 libras, daí eu dizer "investir" mas são super flexíveis e fáceis de limpar, além de claro serem reutilizáveis.


Contudo, se ainda não estiverem prontos para investir numa espátula, têm a opção de utilizar as montanhas de palhinhas que têm lá por casa. Basta cortarem no fundo como que a imitar uma espátula e funciona também muito bem. 


Já conheciam? Ou conhecem ainda outras técnicas de esmiofrar a maquilhagem?

30 de setembro de 2018

AncestryDNA


Finalmente, consegui fazer o vídeo com os resultados do teste de ADN! Mais uma vez não se preocupem, não tenho mesmo aspirações nenhumas em me tornar youtuber ou vlogger. Para vocês terem uma noção, isto criou-me de tal forma uma ansiedade que deixei ficar, no vídeo, erros, enganos e afins, LoL. 

Contudo, espero que gostem...


P.S. - novo driking game, beber um shot de cada vez que digo engraçado, LoL.



Nota:


28 de setembro de 2018

Regresso ao trabalho


Quando o pessoal dizia "aproveita a tua licença de maternidade pois passa num instante", eu nunca pensei que fosse assim tão rápido! Parece muito cliché mas a verdade é que parece mesmo ontem que fui para o hospital com contrações.
Na altura tinha decidido tirar 9 meses de licença de maternidade (que foi simplesmente a melhor decisão de sempre) que acabaram lá para finais de Julho por isso desde então voltei ao trabalho.

Ora bem, aqui no UK os infantários são extremamente caros, quando digo caros digo pelo dinheiro que pagamos para o Príncipe ir duas vezes por semana (são ao todo 8 dias por mês) pagamos metade do nosso empréstimo mensal da casa. Como tal os serviços e organizações são bem mais receptivas para trabalhadores com filhos... no meu caso tive que reduzir as horas do meu contracto (de 37.5 reduzi para 31 horas) e ter horário fixo, podendo jogar com o horário do Maridão para que o Príncipe só precise de ir para a creche dois dias por semana. A gente gostava que ele fosse mais, sabemos muito bem os benefícios do infantário mas aqui no UK é praticamente impossível!

Então com um novo horário, cá estou eu de regresso ao trabalho... as primeiras vezes foi um bocadinho difícil pois o Príncipe ainda se estava a habituar à creche e eu estava a habituar-me a ficar um dia inteiro sem ele. Mas correu tudo imensamente bem, ele adora a educadora, adora o infantário e brinca imenso! Por isso, só restava o meu receio de voltar ao trabalho...

Isto é, eu pensava muitas vezes: ó meu Deus, estive estes meses todos sem trabalhar, eu muito provavelmente esqueci-me de imensas coisas! Já não sei fazer nada!
Pois bem, logo nos primeiros dias de trabalho pude ver que afinal isto é como andar de bicicleta, LoL.Tudo voltou naturalmente, podendo estar um pouco enferrujada em algumas áreas mas em geral, o meu pensamento mudou para: eu afinal ainda percebo disto, LoL.

Claro que estar afastada do Príncipe me custa um bocado mas é óptimo estar de volta ao mundo dos adultos. Ao final de algum tempo estar constantemente em casa a cuidar do rebento, ficamos um pouco louquinhas da cabeça, por isso é óptimo ter a oportunidade de fazer uma das coisas que me dá prazer, que é o meu trabalho!

Contudo, nem tudo é um mar de rosas pois agora tudo que envolva bebés e crianças, vejo de maneira diferente e afecta-me muito mais... mas com certeza será normal?

26 de setembro de 2018

Gamble Brothers series


Ora aqui vai uma saga da minha querida autora Jennifer Armentrout e sim, eu sei. Eu sei! As capas são assim para o atroz mas tendo em conta que foi escrito por ela, tinha que ser e por isso implementei toda aquela cena "não se julga um livro pela capa".

Contudo e porém, pela primeira vez de sempre que uns livros da Armentrout que ficaram aquém das minhas expectativas...
São no género de romance assim com a bolinha vermelha no canto mas pensei, como é a JLA, ela vai dar um twist aqui às histórias. Infelizmente esse não foi o caso. Os livros eram um bocado previsíveis mas não deixaram de ser de leitura fácil.

Com grande pesar meu não consigo recomendar-vos esta saga de uma das minhas autoras favoritas, LoL. Há uma primeira vez para tudo...

22 de setembro de 2018

O bicho-papão da gravidez



Numa conversa entre amigas, umas já mães e outras que não, começámos a falar sobre o bicho-papão da gravidez: o parto. Sim porque a certa altura a história do nosso parto se torna a nossa história de guerra, LoL.
Então após algumas partilhas, uma das meninas sem filhos diz que tem imenso medo do parto e do que vai doer. Isso fez-me pensar um bocado e fazer uma retrospectiva de como é que me sentia...

Antes sequer de engravidar, muito sinceramente, não tinha grande receio do parto. E vocês pensam "olha ela a fazer-se de forte" mas não, acho que tem muito haver com o facto de que presenciei muitos partos (e cesarianas), estudei a mecânica da coisa e por isso talvez já estava "preparada" psicologicamente para tal evento. 
Contudo, por mais preparação que uma mulher tenha, uma coisa tem que se capacitar e muito honestamente, era este o meu mantra: no parto, tudo pode acontecer.
Podemos assistir a mil aulas de preparação para o parto, podemos ver imensos vídeos, podemos fazer horas de visualização, podemos até estudar inteiras enciclopédias, porém a verdade é que cada parto é um parto.
Como já vos tinha dito, não tinha intenções heróicas e por isso, entre outras coisas, tive uma epidural. Portanto, quanto à dor, estive 16 horas em trabalho de parto e 8 horas desse tempo tive com uma epidural, por isso não me posso queixar, LoL.
Porém, com ou sem epidural, as mamãs poderão concordar com uma coisa: não foi o parto que custou (salvo raras e infelizes excepções). Mais uma vez quero relembrar que cada parto é diferente e há partos que podem ser bastante traumáticos. Mas entre amigas foi isso que concordámos. Não foi o parto que custou, uma disse que o que custou foi a recuperação física, outra a recuperação mental, outra que foi a gravidez em si que custou...

Isto para dizer o quê?
Futuras mamãs, não se prendam à ansiedade do parto. Têm é que ir com a atitude de que têm que deitar aquele ser cá para fora de uma maneira ou de outra.
É normal ter medo e é totalmente compreensível pois se fosse fácil, os homens pariam (epá, desculpem mas tinha que ser, LoL). O que não é normal é a fantasia que muitas mulheres têm do parto. De que vai ser maravilhoso, de pernoca aberta e que o bebé vai praticamente dançar dali para fora... Se for de parto normal, chegam ao final literalmente com sangue, suor e lágrimas. E se for de cesariana, nem sequer pensem que vão pela via mais fácil pois uma cesariana não deixa de ser uma grande cirurgia abdominal e a recuperação pode ser bem mais difícil. 

Não se prendam ao ponto de pensarem que não são capazes ou que não vão conseguir. Vocês são capazes de muito mais do que pensam, especialmente o vosso corpo que criou uma vida em 9 meses e que vai libertar essa vida seja de parto normal ou cesariana.

O parto, na verdade, é apenas um momento... O vosso bebé, é um amor tatuado na alma, é eterno!

20 de setembro de 2018

One Punch Man



Devido ao commute vi o tão falado anime One Punch Man e tenho a dizer-vos não fiquei desiludida! É um anime hilariante e... serei a única a achar o Genos super sexy? LoL
Se por acaso gostam de séries com super-heróis mas que nem sempre estão para aí virados, esta série é ideal para vocês!

Contudo, cheguei ao final da primeira temporada e fiquei assim um bocadinho chateada pois aquilo não correu como eu queria... ele é bem mais altruísta que preguiçoso, LoL.

E vocês? Já viram ou conhecem?

18 de setembro de 2018

Plano fitnesseiro: NEAT


Ora bem, antes de começar a falar do meu plano de exercícios, venho falar-vos de uma coisa que muita gente esquece mas que tem uma grande parte na perda de peso: NEAT.
Quem segue o Reino no Instagram, já viu nas stories eu referir várias vezes o NEAT... E o que é exactamente? Significa Non Exercise Activity Thermogenesis, que é basicamente exercício que não é exercício, LoL. 

A melhor explicação para este termo foi dada pelo Diren Kartal (bff ali do nosso já conhecido James Smith), do qual eu deixo o vídeo em baixo que é um dos exemplos de NEAT, sim ele está a exercer EAT (Exercise-associated thermogenesis), caminhar na passadeira mas além da actividade física, está a dançar ao mesmo tempo adicionando um NEAT, aumentando assim o gasto de exergia/calorias. Contudo a parte importante não se fica apenas em adicionar uns dance moves a qualquer exercício que faças, LoL. A parte mesmo importante do NEAT é uma mudança de estilo de vida, como por exemplo, em vez de ir de elevador, usar as escadas; em vez de usar o carro, ir a pé; enquanto se está sentado ou deitado no sofá fazer algum movimento com as pernas ou até mesmo exercício de braços, etc etc.
Acho que já estão a perceber... e quando é que se nota mesmo quando adicionamos o NEAT ao nosso dia-a-dia? Principalmente aquele pessoal com um fitbit ou app no telemóvel parecida, nota um acréscimo ao número de passos assim para o abismal! 

Experimentei e prometo-vos que, juntamente com a dieta, vão ver resultados...


16 de setembro de 2018

Commute




Aqui no UK é muito comum se falar no commute, isto é, a viagem casa-trabalho e trabalho-casa. O que também é muito normal aqui é o pessoal aproveitar essa mesma viagem quando vão trabalhar para ler, ouvir podcasts, ver séries ou filmes... E desde que nos mudámos para o nosso número 2 e que voltei ao trabalho (que isso é um post ainda a escrever) que o meu commute ficou 20 a 30 minutos, então decidi também aproveitar esse bocadinho para poder colocar algumas coisas em dia da crónica Embrace your Geekness, nomeadamente os animes!
Há uns tempos fiz um post sobre isso no facebook do Reino e não fiquei desiludida, tive imensas sugestões dos meus queridos súbditos... por isso não se admirem que irão começar a aparecer bem mais reviews de animes aqui pelo blog, LoL.

E vocês? Seguem algum anime? Ou não é o vosso estilo?

14 de setembro de 2018

Does my bum look big in this?


Acho incrível que o Príncipe já tenha quase 1 ano e ainda não tenha feito um post sobre fraldas, LoL.
Em primeiro lugar, pessoal que vai ter filhos, mães e pais de primeira viagem, que pensa que não percebem nada de mudar fraldas... não se apoquentem que ao final da primeira semana já são profissionais!
Em segundo lugar, tendo em conta que o Príncipe já é um moço viajado, gostava de dizer que a discrepância de preço das fraldas de Portugal e o UK, é assim  para o astronómica.

No UK, a primeira coisa que me disseram sobre fraldas foi que iria escolher entre as Huggies e as Pampers, pois eram as melhores marcas. Não conhecendo ambas as marcas, escolhi as Pampers, que comprava um pack de 96 fraldas por 8 a 11 libras. Estas fraldas foram fantásticas no sentido em que para dois pais inexperientes, a linha indicadora era brutal pois mostrava logo na fralda se tinha alguma coisa. Contudo, reparei logo desde início que o Príncipe dava logo sinal mal fizesse um xixizinho, quer estivesse acordado ou a dormir. Pensávamos: o menino é tão limpinho que dava logo sinal. 
Até experimentarmos as benditas e maravilhosas fraldas do Aldi! Não me perguntem tecnologias da fralda mas as Pampers têm uma espécie de rede e as do Aldi não, parece ser tecido. Isto em termos práticos resulta no quê? Basicamente quando experimentámos um pacote de fraldas do Aldi, o Príncipe deixou de acordar porque tinha feito um xixizinho e as fraldas duravam bem mais, pois mesmo com a fralda saturada de urina, o rabinho ficava sempre sequinho! Como devem imaginar nós ficámos do género: "what sorcery is this?" Para melhorar a situação, as fraldas do Aldi são um pack de 96 a custar apenas 4 libras e meia! 

Portanto, no UK estávamos mais que encantados com as fraldas do Aldi que até chegavam a durar uma noite inteira, ou seja, 12 horas e tenho-vos a dizer que o Príncipe nunca teve o rabinho assado... agora e em Portugal?

Ainda levei uma quantidade generosa de fraldas do Aldi na mala pois podia usá-las durante a noite para não ter que mudar o Príncipe (pessoal com filhos, eu explico: não mudar a fralda significa não os despertar e não os despertar significa adormecerem logo e significa mais soninho para nós onde todos os segundos contam, LoL), então em Portugal lá fomos ao supermercado e pensámos: ora bem a melhor marca em Portugal deve ser a Dodot. E foi essa mesma marca que comprámos... um pack de 30 fraldas por 7 euros. 
Tenho a dizer-vos que as fraldas da Pampers e da Dodot são iguais. Mas quando digo iguais é mesmo sem tirar nem pôr, os bonequinhos são iguais, o tipo e a qualidade da fralda é igual. Portanto, são mesmo igualzinhas, tirando o nome claro. 
Estão mesmo a ver a minha cara de alface quando me apercebo disso... o Príncipe dava logo sinal, mal fizesse alguma coisa pois o rabinho ficava húmido. Então a minha mãe disse para experimentar umas fraldas que lhe aconselharam, que se compram na farmácia num pack de 30 a 3 euros, chamadas Libero.
Foram a nossa salvação! Pois as fraldas da Libero, em termos de tipo de fralda, são iguais às do Aldi.

E pronto, estamos mais que aviados em relação a fraldas, o único precalço foi que a certa altura as fraldas já não estavam a aguentar tanto tempo como antes pois o Príncipe faz mesmo muito xixi. O que eu achei muito estranho e em conversa com mummy friends me aconselharam ir para o tamanho acima de fraldas. Pensei que iam ficar enormes mas a verdade é que bem apertadinhas, a diferença não é muita mas melhorou em termos de aguentar mais tempo pois têm mais capacidade. Problema resolvido!

Espero ter-vos elucidado em relação a este tema... e vocês que fraldas usam nos vossos crianços? Contem-me tudo!

12 de setembro de 2018

Número 2: update



Vai fazer no final deste mês um ano que nos mudámos para a nossa casinha! Nada de alugados mas sim o nosso espaço e o nosso cantinho... simplesmente fantástico! Mas o que me possuiu para nos mudarmos enquanto estava grávida de 37/38 semanas, isso é que já não sei, LoL

Na altura, disse que quando nos mudámos estava preocupada com as imensas caixas e mobília que ainda tínhamos que arranjar ou montar. Agora um ano depois, ainda há certas coisas que queremos arranjar para a nossa casinha mas estamos sem pressas pois está tudo organizado (sim a minha OCD não deixava que fosse de outra forma) e temos tudo o que precisamos! 

Aliás eu nunca fui tão contente quando comprámos uma arca frigorífica para colocar na nossa garagem, LoL. O que é incrível é que a nossa garagem está a ficar já a cheia de coisas do Príncipe, triciclos, escorrega, piscinas, sacos com roupa que já não lhe serve, LoL.  
Ah! E estou quase a acabar a parede das escadas mas estou imensamente contente com este projecto, ficou mesmo brutal.

Apesar de que não sou grande coisa a decorar, acho que até nem está má de todo... agora o que me falta? Colocar a nossa casa como "baby proof". Wish me luck!