4 de fevereiro de 2010

Sala de cinema: Up in the air


Depois de uma longa espera por uma ida ao cinema, fui ver o Up in the air ou Nas nuvens. Aviso já que não é um filme objectivo, é bastante intelectual, ou seja, quando o filme acaba deixa-nos literalmente a pensar mas também não se podia esperar outra coisa quando no enredo mete discursos de motivação, entre outras coisas que tais.
O enredo acho sublime, a personagem principal é um quarentão quase eremita, que a sua especialidade é despedir pessoas.
Muito sinceramente não estou a ver-me a fazer este tipo de trabalho uma vida inteira, mas a personagem sim e aparentemente gosta, também pelas regalias do trabalho que tanto adora. Que são as viagens.
Viagem para aqui, viagem para ali, ao ponto de considerar os aeroportos, os aviões, a sua casa! Por isso como está sempre a viajar em trabalho, leva consigo sempre uma bagagem minimalista contendo apenas o essencial, o que se torna muito importante ao longo do filme.
Compreendo que este filme esteja nomeado para os Óscares, o que não compreendo é que o actor George Clooney esteja nomeado para melhor actor. Melhor enredo ainda vá que não vá, porque realmente é uma história fora do vulgar e como já disse intelectual. Mas daí a melhor actor, acho que já vi melhor, para ser sincera.
Gostava também de dizer que a Vera Farmiga está simplesmente linda neste filme.
No entanto, o realizador Jason Reitman, que também realizou “Juno” também este nomeado e posteriormente galardoado, não nos desilude mais uma vez.
Aconselho.

1 comentário:

Heartless disse...

Eu vi ontem o "Gamer" com o gerrard Butler. Tenho de admitir que ando a ficar fan dos filmes dele, apesar de este ser assim meio estranho. Podiam ter-se dedicado melhor .

Tenciono ver esse, mas como sempre devo esperar para sacar

**