21 de setembro de 2010

Nobody's perfect


Aprender a gostar de nós é assumir os nossos defeitos e complexos com a normalidade merecida. Assim sendo, o nosso ideal de beleza deve encontrar-se, não pelo que é hábito na sociedade, mas pela originalidade e simplicidade.
- Catarina Valadas

4 comentários:

BS of Life disse...

Verdadinha! :)

Quando pomos defeitos em nós, acabamos por não andar bem, e não gostar dos outros também, porque lhes pomos pesos às costas que não são deles.

Beijoca e espero que andes melhor.

Margarida disse...

Concordo em pleno com esta afirmação, no entanto... Nem sempre é fácil pÔ-la em prática pela tendência que pode existir para nos acharmos sempre menos... Mas, aí, é mudar, de dia para dia,pouco a pouco...

beijinho :)

£ll disse...

A originalidade e simplicidade pode ser alvo de gozo por outrém...

Martinha disse...

Ninguém é perfeito, é verdade... Mas mesmo na imperfeição há perfeição. :)