22 de novembro de 2010

Problemática

Numa das minhas aulas de I.S. a professora pediu que levantássemos uma problemática para um tema específico, a adaptação na escola.
E o meu grupo levantou o seguinte problema:

Haverá relação entre a aceitação/participação da praxe e a qualidade da adaptação dos alunos do 1º ano à Universidade?

Bastante pertinente, não acham? Aliás, deveria haver mesmo um estudo sobre isto!

15 comentários:

Cat disse...

Acho que é bastante pertinente, até porque há quem considere que a praxe é a melhor maneira de um aluno se adaptar no seu primeiro ano na universidade. Mas será que é mesmo assim?
Mas vocês vão mesmo estudar isso? Ou era só a título de exemplo?

S. disse...

É um bom tema ! E acho que sim, que de certa forma há influencia, ganhas mais confianças mais amizades . Mas claro esta que também há a parte mal.

Margarida disse...

Pertinente, e bastante! Com todas e tantas as condicionantes que devem ser tidas em conta... Muito bom :).

Beijinho

Ana Ferreira disse...

Estás pertinho então!=) Realmente são idênticos os planos curriculares! Eu não fiz empreendedorismo, porque escolhi outras opcionais, mas gestão era cadeira obrigatória e também tinha um projecto semelhante!
Eu terminei o curso em julho deste ano! sim, já estou a trabalhar, foi mesmo uma sorte ter estado em casa pouco tempo! =)
bj

Cat disse...

Ah, ok. Mas não deixava de ser um estudo bastante interessante. ;)

MyLittleStar disse...

Obrigada pelas tuas palavras, são momentos muito díficeis que aparecem, mas o que importa é que a fé e força de vontade move montanhas e assim foi :')

Esta questão é interessante :s há faculdades em que os anti-praxes são bem aceites, mas já me disseram que noutras, não é bem assim, acabando por serem excluídos de festas e tudo mais :s mais tarde vais dar a tua opinião sobre este tema?

Beijocas

Martinha disse...

É uma questão realmente interessante. Mas eu acho, segundo a minha própria experiência pessoal, acho que não há uma relação tão grande. Eu conheci e convivi com colegas que como eu participaram nas praxes, e com colegas que nunca quiseram ser praxados, e praticamente todos nós que fomos praxados, e os que não foram, nos adaptámos bem à universidade. Claro que os que foram à praxe conheceram mais pessoas, mas os que eram anti-praxe não foram excluídos nem olhados de lado, conviviam na mesma com toda a gente.
Mas isto foi no meu curso, na minha universidade, infelizmente em muitas faculdades isto não é nada assim.

Belinha disse...

Realmente é um bom tema eheh

Messias Daniel disse...

nossa kiria opinar!!!!!!!!!
+ nem sei do q vc esta falando
kkkkkkkkk
descupa aí

Katia disse...

pertinente e muito e eu acredito e defendo que as praxes são o melhor meio n so p nos adaptarmos como conhecermos mais de perto pessoas que em certas circunstancias por certo n conhecerias... pertenço ao grupo dos que foram praxados e admito com muito orgulho porque foram os melhores anos d minha vida....
n acredito k kem n seja praxado n seja aceite no grupo dos k foram praxados mas, as vivencias e experiencias sao diferentes e acaba por haver uma separação, quer se queira quer não.

bjs* linda

Solfejando poesia disse...

Talvez tenha muito mais coisas importantes, né?
Pesquisas são uma ótima prática na faculdade...

Beijos, Corina!

Álly

Jeniffer Yara disse...

Eu realmente queria opinar,mas não entendi o significado de 'praxe'(tá,vergonha agora,rs)

Nunca quero esquecer de visistar seu reino *-*

Beijo

Lau* disse...

É bastante pertinente a pergunta...eu participei na praxe mas confesso desde já que foi uma participação relativamente pequena. Não gostei do desenvolvimento daquilo e não conseguir aprender a gostar daquilo como as minhas colegas acabei por desistir é verdade...se tive problemas de adaptação? Não...não tive...conheço imensa gente, tenho imensos colegas, ajudamo-nos mutuamente...não senti nada pelo facto de ter desistido da praxe...

Cat disse...

Penso que um estudo desses teria de interessar a algum endinheirado do nosso país para que fosse feito. :S

Lau* disse...

Sim...é verdade. Todos somos diferentes, e consequentemente a adaptação de cada um de nós será diferente, mas penso que a praxe não faz "milagres" por assim dizer. Não sei se me faço entender? Quem já de si tem capacidade elevada de socializar não terá muitos problemas, quem for muito tímido pode mesmo com a praxe não superar essa sua faceta. Claro que já muitas pessoas a quem a praxe alterou um pouco a sua personalidade deixando a pessoa desinibida....é a minha opinião.