31 de janeiro de 2011

Sala de cinema especial Oscars

Devido a uma sugestão duma súbdita do Reino, coloquei etiquetas/tags nas crónicas e não é, que me apercebi, que abandonei por completo a crónica Sala de Cinema? Shame on me! Por isso, venho a comunicar-vos o regresso em força da crónica de cinema aqui do meu cantinho porque eu, simplesmente, adoro a 7ª arte e esta tem um grande peso na minha vida... Por isso, vou ter que ganhar o tempo perdido e até mesmo mencionar alguns dos meus filmes favoritos. E que bela maneira de retomar, senão com crónicas especiais?
Então vou começar com a crónica dedicada à escolha dos Óscares. Aqui vai disto!


The Social Network (A Rede Social): A história fantástica da criação da gigante empresa, o Facebook, que contrasta com o seu final. Mas aquela parte dos vários processos jurídicos ao mesmo tempo, é realmente impressionante, de loucos até! Se tiverem curiosidade para saber como aconteceu, como é que o Facebook surgiu...

Gone with the wind (E tudo o vento levou): vi por coincidência e por conselho da minha mãe porque ela sabe como eu gosto daquela época no que toca ao vestuário. No entanto, não percebo porque é que este filme mereceu tantos prémios na altura porque a única coisa boa é o retrato que faz daquela época, de resto, a história é só desgraças. Credo. Mais óbvio de como os óscares são americanos, não há!

The Hurt Locker: a mesma coisa que o anterior... Não mereceu, ao lado de filmes muito melhores, ganhar o prémio de melhor filme. É um retrato aborrecido da guerra do Iraque.

Crash (Colisão): este filme tem uma das cenas mais impressionantes em cinema e das minhas favoritas também. Aconselho a verem, até porque mereceu os prémios que ganhou.

The Silence of the Lambs (O silêncio dos inocentes): a melhor personagem de sempre, Hannibal Lecter! Fantástico. Aliás aconselho qualquer filme com a personagem dele. É de facto mórbido mas requintado. E nem pensem colocar outro actor para este papel, é que é impossível tirar o Anthony Hopkins desse posto.

Artificial Intelligence (Inteligência Artificial): um filme que vi em adolescente e adorei, adorei, adorei! História de amor onde menos se espera... Um fim comovente. Efeitos fantásticos (para a altura). Eu sei lá. Para este filme, só consigo dizer elogios! Aconselho vivamente!

10 comentários:

Marcos de Sousa disse...

Tem selo no meu blog para você. Depois passe por lá para pegar.

http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2011/01/das-observacoes-mais-abstratas.html

Beijos

Malato disse...

AI <- Nice :D
Silence Of The Lambs <- Hello Clarice xD

E pouco mais xD

Nícia disse...

Se queres ver um bom filme sobre o Iraque, e de uma perspectiva completamente diferente, aconselho o Jogo Limpo.

MarianaBarros disse...

É mesmo.. : )

Gostei do post, uma óptima ideia !

Beijinho,
The Spring

Isabel disse...

Acredito querida ^^

Sofia disse...

Para mim é mesmo o The Hours!
Beijinhos,
Sofia

Soraia B. disse...

São giras não são? :P

Sempre quis ver o Crash mas comecei e não acabei. Hannibal Lecter, que dizer? Adoro. Quando dá na tv vejo quase sempre :D

Rafael disse...

O Silêncio dos Inocentes é um clássico... Já A Rede Social achei péssimo, muito chato, hehe.
Bjs

vidaslife disse...

Idéia ótima, gostei deste seu post. Beijo no coração querida e bom dia.

quatro copos disse...

concordo com o que disseste. mas acho que o AI é daqueles filmes que só se vê uma vez na vida... chorei tanto :(