6 de outubro de 2011

Epifania


Eu sei que às vezes tenho assim uns pensamentos peregrinos. Ideias ou dúvidas que vão daqui a Santiago de Compostela!

Como já devem imaginar, eu estudei o crescimento e desenvolvimento desde o momento em que o espermatozóide entra no óvulo, criando assim uma nova vida, até à morte da mesma. E no desenvolvimento tive que estudar vários autores. Engraçado que todos falavam na idade dos porquês (na infância), na idade do armário (na adolescência), havendo a seguir uma certa epifania de quem somos, tendo por fim, uma outra de maior dimensão ao entrar na terceira idade. Recuemos, então, à primeira epifania, supostamente estou na idade dela e não me sinto minimamente "epifanada". Deveria saber que eu sou pelo menos mas a única coisa que eu sei é o que eu não sou. De resto, tenho dúvidas, ideias e estes pensamentos peregrinos, que de modo algum me fazem mais segura do meu Eu.


Serei só eu?

32 comentários:

Blue star disse...

Não, não és a única.
Mas não tens também algumas certezas hoje que não tinhas há uns anos?
=)

* * *

SuperSónica disse...

És tu e eu...

SukiB. disse...

é verdade, mas mesmo assim não percebi o porquê de tal comentário...

SukiB. disse...

Ah, obrigada :)
É que eu hoje tou um bocado lenta e tal e fiquei confusa xD
Achei bom expressar aqui o meu orgulho por ele no blog, porque ele era uma pessoa muito diferente do que é agora e eu fico feliz que tenha mudado :)
Obrigada pela força :)

SukiB. disse...

Exacto. Mas há pessoas que levam o orgulho ao extremo e aí sim, se calhar não é saudavel...

Sara Grilo disse...

Eu também gostei muito ahah :$ Aliás, gosto muito.
Opá. Se estivesses a estagiar com mais pessoas, e numa reunião uma pessoa começasse a chorar... Eras capaz de vir embora e cagar na outra? Eu fui a única que fiquei lá para falar com a rapariga, as outras simplesmente vieram embora...

Susi disse...

Hummmmm...... hummmmmmmmmm..... não! Não és a única!

Soraia Jesus disse...

o que ?

filipat. disse...

obrigada (:

Mariana disse...

ainda bem e obrigada:)

claudiagomes. disse...

oh, és uma riqueza!

Patrícia S. disse...

cheira-te? não estas com o nariz entupido? :p

*Nightwish* disse...

Se já me "epifanei", ainda não dei por isso também... LOL
Bjs*

Maria Inês disse...

Eu adoro chocolate, ahah :D

Beatriz disse...

Não és a única! ;)

Luna Sanchez disse...

Certeza que não, também sou assim.

;)

Mariana F. disse...

Eu já pensei nesta questão do ser ou não ser e considero difícil dizer o que somos. Acho que o mais fácil é dizer o que não somos. Dizer o que somos é um desafio (:

(quanto às séries: qualquer uma em que estejas interessada)

ErvilhaCoscuvilha disse...

Não és a única! ;)

joana disse...

espero que sim :)

vera • disse...

já somos duas :)

filipa barbosa disse...

obg :)

Dulce Santos disse...

será que me podes explicar melhor essa parte querida?

desculpa :x

Bárbara Silva disse...

- obrigado $:

Nokas disse...

Não estás sozinha...

allmota disse...

nnc a achei incorrecta :s

Martinha disse...

Acho que não... Eu também o que sei somente com certezas muito vincadas é o que eu não sou. O resto... é outra história.

Afal disse...

Acho que esse tipo de epifanias vem cada vez mais tarde na nossa geração. Produto de um presente incrivelmente instável, em que não nos podemos dar ao luxo de sermos quem somos e fazermos o que queremos mesmo fazer. Há sempre valores mais altos que se impõem, como a pressão familiar e social, o dinheiro, etc e tal (pura ironina, claro).

Tenho quase 25 e estou tão perto de saber o que ando aqui a fazer como de me atirar de uma falésia abaixo só pela piada de o fazer. Mas tenho esperanças de um dia descobrir ;)

Heartless disse...

No epifania for you then :P

Tanita disse...

Estou contigo!

Márcia Lourenço disse...

gostei do blog :)

Miúda disse...

Miminho para ti no meu Blog...

Farruskinha disse...

Não és só tu!!