2 de dezembro de 2011

A linha ténue da miopia


Tudo bem que todos nós erramos, aliás há aquele ditado popular “errar é humano” pois como humanos somos seres imperfeitos e sempre seremos. No entanto, que linha é que separa o erro da estupidez?
Será que o erro é quando ponderamos ou pensamos sobre o assunto mas que no final foi uma má escolha/decisão? Será que a estupidez é quando nem pensamos sobre o assunto e nos atiramos de cabeça? Não me faz muito sentido pois onde colocamos na equação a idade (que supostamente está interligada com a sabedoria)? E onde colocamos também as experiências de vida?
É estranho, não é? Interligarmos a idade à sabedoria? Claro que não estou a dizer aquele tipo de sabedoria do género do druida do Asterix e Obélix, mas sim, a sabedoria do género de ponderação e conhecimento. Porque será que fazemos esta ligação?
É relativamente normal pensar nas atitudes dos adolescentes como estúpidas e irracionais… Ainda não têm (supostamente) experiência, não sabem nada da vida, ainda não têm o lobo frontal desenvolvido, as hormonas estão ao rubro, logo fazem asneiras. E é normal também pensar nas atitudes dos adultos como sensatas e racionais… Têm (supostamente) experiência, sabem qualquer coisa da vida, já passaram por vários estadios de Erikson e têm dentes do siso (ou tiveram), logo não fazem asneiras. Se estas ligações são verdadeiras então porque é que se vê tanto adulto a fazer asneiras de meia-noite e adolescentes com mais cabecinha que muita gente?
Acredito que quando erramos está no nosso poder aprender com eles, no entanto, nem quando tivermos 101 anos vamos ver a vida nitidamente, vai haver sempre algo a descobrir ou aprender, por isso, seremos sempre míopes para a vida. Nunca a vamos ver nítida e claramente!
O meu lado pessimista perguntaria logo: então para que é que me vou sequer chatear a aprender o que quer que seja, se vou ser “caixa de óculos” para toda a vida? Mas como eu quero ser uma pessoa melhor, tento abafar sempre este meu lado pessimista… Eu quero diminuir a minha graduação! Eu quero ver a vida um pouco mais nítida e isso só vai acontecer se eu aprender com os meus erros.
Isto leva-me a uma possível resposta à minha pergunta inicial: o que separa o erro da estupidez? Talvez o facto de que é com os erros que se aprende e nos tornamos uma pessoa melhor, para este mundo já de si desfocado, então a estupidez é quando repetimos o mesmo erros uma e outra vez… Será?

39 comentários:

Heartless disse...

São com os erros que aprendemos e dizem que vamos aprender até morrer... visto de outro prisma, vamos errar até morrer.

Não digo que não hajam adultos e jovens como disseste, com mais ou menos cabeça, mas isso se calhar vê-se mais pelo erro em si e pela maneira de reagir a esse erro.

Blue star disse...

A estupidez é incurável.
Uma pessoa estúpida será assim para sempre.
No entanto o truque está em naõ nos deixarmos cair na estupidez e aprendermos com os erros e melhorar.
=)

* * *

Nokas disse...

Errar toda a gente erra, mas aprender com os erros...já são poucos!! É essa a diferença!

Carolina disse...

obrigada e igualmente :)

Olivia disse...

Obrigado ;) Bom fim-de-semana

Ana disse...

Aprender com os erros é o fundamental :)

Carolina* disse...

Sem erros não há vida portanto considero-os essenciais, desde que nos façam crescer :)

Angela ;) disse...

Obrigada *.*

Sofia disse...

Eu concordo com a tua conclusão. Acho que é isso mesmo mesmo que separa o erro da estupidez.
E adorei a metáfora.

Beijinho e bom fim-de-semana

(Eu li o teu comentário no mail. Muito obrigada pelas palavras. Só não está no blog, porque não me apareceu a moderação dele. Não faço ideia do que aconteceu. :/)

angel disse...

obrigado e igualmente :)

eu disse...

É uma boa atitude, a tua.
Pode haver alguma relação entre idade e sabedoria, mas não é linear. A experiência só nos ensina alguma coisa se estivermos dispostos a aprender, e nem sempre estamos! Podemos passar a vida toda a repetir o mesmo erro sem refletir nem aprender com ele!

Desatinado disse...

Não me parece que seja um problema que tenha uma solução tipo interruptor: está para cima ou está para baixo.
Antes de tudo, teríamos de rever o conceito de certo/errado, pois aquilo que muitas vezes achamos errado nos outros, para eles pode estar certo.
Quem se atreve a afirmar que o suicídio é um acto de coragem ou de cobardia?
Com o certo/errado passa-se o mesmo. Penso eu de que. xD

sarasantos disse...

obrigada querida (:
tem um bom fim de semana tu também (:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

obrigada minha querida.

O mundo de uma sonhadora disse...

Bem,eu na minha opinião a estupidez pode ocorrer (na forma de erros) de 2 principais formas:
a)quando se comete um erro e à partida sabemos que é um erro e que não deve ser cometido
b)quando já cometemos esse erro e voltamos a comete-lo.
Logo,na minha humilde opinião,acho que no fundo a estupidez é em parte um erro,porque ela até no fundo só ocorre se nós a deixarmos levar à avante =)
E já agora,adoro o facto que sejas ambiciosa e que queiras aprender com os teus erros!
Isso mostra muito da grandeza da tua pessoa,acredita!

Beijinho*

aimee rose disse...

igualmente :)

S* disse...

Errar é humano... mas gostar de errar é estupidez.

Wild Things disse...

Eu concordo com a S*, sem tirar nem por.

Just a Lady disse...

Errar uma vez é humano. Errar duas vezes é burrice. Há pessoas que aprendem com os erros, e outras que não, continuam a persistir nos mesmos erros. A grande diferença é essa. Podemos escolher entre aprender com isso, ou não.
Beijinhos*

Saraaaa * disse...

obrigada, :)

Cs1993 disse...

Gostei! :)

Love,
C s 1 9 9 3

LucyInTheSky disse...

Acho que uma vida é pouco para aprendermos tudo... iremos sempre errar, mas convém que sejam erros novos. Todos erramos, mas persistir nos erros é que é estupidez!!
Kiss*

Belle disse...

Desde que tiremos alguma lição dos nossos erros... isso é o mais importante, não os erros em si.

Callie ♥ disse...

E quem pode com a estupidez? Por outro lado só nos incomoda quando a percebemos no outro**

Estou retornando á blogosfera, e aproveitando pra conhecer novos espaços..

Beijo Meu'

Alma de adolescente disse...

Talvez sim... muito bem questionado e fundamentado :D

MarcelaMaia disse...

Bom fim de semana ;)

Página ao Lado disse...

uma pessoa aprende com os erros, com os nossos erros e não com o dos outros infelizmente!

A estupidez é cair duas vezes ou mais nos mesmos erros ou porque não nos apercebemos ou porque não queremos saber, não sei!

Palco do tempo disse...

toda gente erra, repetir o erro varias vezes é estupidez :)

Mars disse...

Boa conclusão... lol

Letícia* disse...

Penso que sim Reino, repetir o erro é estupidez e significa que não aprendemos com ele :)

Bom* fim de semana

Abs Jackson disse...

Obrigada e igualmente : )

Marisa disse...

gostei muito!

Pereska disse...

Corina, "Não são as nossas habilidades que ditam aquilo que somos, mas sim as nossas escolhas". Lamento imenso informar-te, mas o ser humano é estupido (sim, uns mais que outros). Todos erramos, todos aprendemos com os erros, o que não nos impede de os voltar a cometer. A diferença, como falaste do teu caso, está na escolha que fazemos. Queremos aceitar a nossa estupideze viver com ela, assentar e borrifamo-nos para todos e tudo o resto? Não tem de ser assim, se escolhermos ser o melhor possível a cada dia que passa. ;)

Maria Inês Rodrigues disse...

Muito muito obrigada minha querida *
Bom fim de semanaa :D Muitos beijinhooos *

Lara Patrícia * disse...

adorei querida (;

Meos Desabafos disse...

Não li o que os outros comentários, embora tenha curiosidade... (hoje não tenho é paciência para tal!)
Cometer várias vezes o mesmo erro, não significa que sejamos estúpidos, burros ou parvos; dependendo do erro, pode acontecer que este seja cometido apenas simplesmente porque não o somos capazes de evitar, porque não está na nossa maneira de ser provocarmos o mal a alguém só para salvar a nossa pele.
Mas é claro que, se uma pessoa que tem duas portas e quer ir para o local A e abre sempre a porta do B, é porque tem algum problema! Mas digo e volto a repetir, que não é estúpida, precisa é de ajuda! E estúpidos são aqueles que não ajudam essa pessoa, mesmo vendo claramente que ela precisa de ajuda...

Pela maneira que expõem o caso, parece-me que cometes-te um determinado erro, diversas vezes e deves ter a sensação que tens alguém nas tuas costas a chamar-te "estúpida"... (desculpa se estou a tirar elações erradas!)
Não ligues! Já te disse que estúpidos são aqueles que vêm os outros a errar e não fazem nada para os ajudar a corrigir os erros.

Quanto ao veres as coisas de forma mais clara (ou menos desfocada), acho que como dizes, por mais anos que se viva, vai haver sempre coisas que vão estar meio desfocadas... Por isso não desesperes, pois (como te disse e volto mais uma vez a repetir) mais cegos são aqueles que não querem ver...

Beijinhos!!!

Jaci Rocha disse...

Oi moça querida! Gosto quando venho aqui,sempre leio algo bom. =)

Bem, acredito que as nossas 'lentes' para a vida podem realmente estar, em determinados aspectos (se não em todos) embaçada. O que separa então um erro de uma estupidez? ...humm...
não sei. Mas, ainda concordando que errar é uma característica especificamente humana, a capacidade de (re)flexão tbm. E (re)flexão é exercício...
Que pode ser exercitado em qlq esfera de falha, no erro,na estupidez...ha! em qualquer mesmo!


Um beijo,bom dia! =)

Tanita disse...

Não acrescento mais nada. Bj**

*Nightwish* disse...

Só tenho 21 anos e às vezes pareço mais adulta do que gente com o dobro da minha idade... A sabedoria não está necessariamente na idade, mas sim na capacidade que temos de admitir que erramos e na nossa humildade (ou falta dela).
Bjs*