14 de dezembro de 2012

Não há uma linha que separa...

Vou apontar o óbvio e dizer que o grande problema de toda a gente que emigrou ou vai emigrar ou sequer está a pensar em emigrar, é a saudade. Aliás, já conheci muita gente que foi para fora mas simplesmente não aguentou o abalo emocional e teve que voltar a casa. 
Mas então supostamente a saudade é uma coisa boa, é pensarmos com ternura e carinho nos sítios, nas pessoas ou até momentos. Acho que o que se confunde muitas vezes é a saudade por melancolia. É na melancolia que encontramos tristeza de momentos passados, pensar nos mesmos sítios, nas mesmas pessoas ou nos momentos, sem um sorriso estampado na cara. 

Só que às vezes, é bem tramado distinguir as duas…

4 comentários:

Heartless disse...

O meu problema é nao ter dinheiro. Sempre associei a saudade a uma coisa boa :)

Claire disse...

Eu hoje encaro como inevitável emigrar, mas por outro lado tenho medo, portugal sempre foi um ''cantinho do céu'' em relação a muitos países.

Katia disse...

sei um pouquinho o que isso é.
Ok não é bem a msm coisa mas quando fui estudar para 200 km da terra onde morava senti um pouco essa saudade e melancolia.
Ok, sabia que de 15 em 15 dias vinha a casa, mas lembro-me que os primeiros tempos foram penosos
bjs* e recorda a saudade como algo bom

Candybabe disse...

Sim... partir e depois sentir falta das pequenas coisas, que eram certas...