16 de setembro de 2013

Raízes vs Independência



Acho que já tinha dito aqui no Reino que apesar de já ter passado 1 ano e meio, não se torna fácil dizer adeus (que é mais um “até já”) a Portugal. Não se torna mais fácil despedirmo-nos da nossa família, amigos, etc. Torna-se, sim, é mais tolerável… No entanto, começou algo inesperado. Começou a ser difícil despedir-me do UK! Agora, se calhar, vocês pensam que sou maluca, principalmente o pessoal que está no UK a contar os dias (tal e qual como numa prisão, o que acho deprimente) até ir para Portugal, que dizem isso mesmo, que sou maluca mas faz-me todo o sentido. 

Fico de coração apertado quando me vou embora de Portugal porque é lá que estão as minhas raízes, foi lá que eu fui criada e educada, estarei para sempre ligada ao meu país, principalmente ao meu Reino Maravilhoso, porque uma vez Transmontano, Transmontano até morrer! Apesar dos seus defeitos como país, devíamos estar muito orgulhosos da nossa alma lusa… 

No entanto, também vou de coração apertado do UK porque foi aqui que conquistei a minha independência. Claro que obviamente a independência financeira está acima de tudo mas (nisto o pessoal que foi estudar para fora ou esteve a viver fora da casa dos pais, vai perceber em parte) uma coisa é começar a trabalhar em Portugal onde a nossa família e amigos nos podem dar apoio moral. Quando uma pessoa vai para o estrangeiro todo esse apoio se desvanece (em parte) e somos obrigados a ser independentes. 
Para mim foi uma mudança bastante exponencial pois sempre me considerei uma pessoa independente, contudo, tive colegas que esse choque os deitou muito a baixo e outros que o facto de ser independentes ainda os assusta. 

Torna-se assim difícil despedir-me dos dois… De um lado as minhas raízes e do outro lado a minha independência.

5 comentários:

Blue star disse...

É natural que te custe sair de Portugal, é aqui que estão as tuas raízes, como dizes.
Tal como é perfeitamente compreensível que deixar a tua vida no UK também custe, agora é aí que estão as tuas rotinas e a tua vida.
=)
Agora tens 2 mundos dentro do coração.

* * *

Eva Smith disse...

Eu não conseguia
Segui :)

Blackbird disse...

É compreensível que te custe despedir de ambas as partes, até porque há um bocadinho da tua historia tanto em Portugal como no Reino Unido :)

Andreia Morais disse...

É perfeitamente normal que te custe em ambas as situações, afinal de contas as tuas raízes são em Portugal, mas também já estás ligada ao Reino Unido :)


Beijinhos*

aNaMartins disse...

Compreendo-te perfeitamente... :D