24 de julho de 2014

Pimenta in alteris culum refrigeri est!


Uma das decisões que tomei há bastante tempo foi de deixar de viver pelos outros, constantemente preocupada com o que pessoas com uma pobreza de espírito terrível, possam vir a dizer. No fundo, tudo depende de nós, da nossa força de vontade e da nossa perseverança… Obviamente que ter amigos é importante mas por mais boas intenções que tenham, somos nós que temos a última palavra para mudar (tanto para o bem como para o mal). 
O que me revelaram há pouco tempo foi que se eu já tinha uma atitude de “estou-me pouco cagando para o que pensas de mim”, então agora evoluí para o estado de espírito de “criar o meu próprio caminho independentemente”
Antes era capaz de ouvir pessoas a comentar qualquer coisa sobre mim ou o que faço, sem sequer me conhecerem, entrava em modo defensivo de forma a proteger o meu Eu e as minhas escolhas. Agora sou capaz de ouvir o que quer que seja e simplesmente desligar… Ficar com aquela expressão facial de “fala para aí, caralho” (o acrescento do caralho é porque sou do norte) e mentalmente sentir pena da pessoa por não conseguir ver outra perspectiva ou sequer respeitar as minhas decisões ou quem eu sou (fogo, eu estou mesmo crescida, LoL)!

Nunca deixarei de lutar por quem sou e se tu não respeitas isso, temos pena... Pimenta no cu dos outros, para mim é refresco!

8 comentários:

Miss Purple disse...

Gosto muito dessa maneira de pensar :)

Blackbird disse...

Eu precisava de ser assim. Pode ser que um dia também consiga mudar :)

R: O meu namorado vivia perto de Lamego por isso estudou lá, não em Vila Real :)

Sílvia disse...

Sou tal e qual! E muito mais feliz desde que adoptei esta atitude!

TimTim disse...

quem fala assim não é mudo pah ;P

Sarafaela disse...

O livro basicamente é sobre uma rapariga que é uma troll mas que foi substituir o filho de uma mulher e essa mulher tentou matar a miuda, e depois ela acaba por ir viver para o mundo dos trolls e conhece a mãe verdadeira que não está minimamente interessada na miuda ( e ainda só cheguei ai )

Joana disse...

É uma atitude que admiro. Eu descobri recentemente que me importo mais com a opinião dos outros do que eu pensava e gostava de mudar isso.

Daniela disse...

Essa é uma das atitudes que eu gostava de adoptar. Vive para ti e para os teus, não para os outros.

Catarina Gomes disse...

Também me tornei assim à algum tempo e estou muitooooo melhor !

Não conhecia o Blog mas já estou a seguir :D

E quanto ao filme dos Trasnformers vê mesmo, eu achei fantástico e já estou a pensar em como será o próximo :p