30 de julho de 2014

Tugas vs. Camónes


Eu acho que a mentalidade Portuguesa ainda tem muito que evoluir no que toca a tatuagens e outras alterações corporais. Agora com o sol e o calorzinho, a tatuagem mais recente (e a mais extensa) está à mostra. Por isso, neste post vou relatar as diferentes reacções entre os Portugueses e os Ingleses, incluindo os comentários mais mirabolantes, claro! 

Quando um tuga vê a tatuagem, tece os seguintes comentários: 
- “Ena, que grande!”, isto se eu fosse gajo ficava com o meu ego nos píncaros. 
- “E não te vais arrepender?”, esta é uma das minhas favoritas porque apetece-me dizer too fucking late for that isn’t it?
- "Olha! Tens uma tatuagem!", para esta não tenho mesmo paxorra e respondo sempre: não, é mesmo surro (para pessoal abaixo do Douro, surro é sujo em transmontonês).
- "E o teu namorado gosta?", outra das minhas favoritas e o que normalmente respondo é que se não gostasse metia na borda do prato, né?
- "E depois quando fores mais velha?", não sei o que este tipo de pessoa pensa duma tatuagem, até porque toda a mecânica das tatuagens é mesmo durar para sempre (bem ou mal), então simplesmente digo que quando for mais velha vou ser uma avó mesmo badass!

Quanto à reacção dos camónes, é algo do género:
- "Wow, that's huge!", outra vez, thank you very much Captain Obvious e se fosse gajo já estava a dar saltinhos na lua. 
Depois o resto dos comentários ronda a perguntarem onde fiz porque está simplesmente fantástica (há muitas más tatuagens aqui no UK) e onde fui buscar a ideia. Por acaso, é incrível mas só os camónes me perguntam que significado tem a tatuagem.
Além de que eles são muito open-minded e comunicativos, então já tive completos estranhos virem ao pé de mim dizer que tenho "a nice piece of work", que no início podia pensar que estavam a falar das minhas pernas ou do meu rabo mas não... é a tatuagem.

Em suma meus ricos súbditos, obviamente que receber elogios é sempre bom mas não foi por isso que fiz as minhas tatuagens (também não são assim tantas, são só 3, de momento, eheheh). Pensar se me vou arrepender é antes de sequer as fazer e as únicas pessoas que poderiam dizer o que quer que seja são os meus ricos pais porque foram eles que me fizeram.
Claro que as mentalidades estão a mudar, felizmente. Mas pode ser que agora que a Claúdia Vieira e mais não sei quem fez uma tatuagem com o Ami James (Miami Ink), a mentalidade mude por completo que não são só os drogados e membros de gangues que se tatuam, que algumas tatuagens são verdadeiras obras de arte e que em primeiro lugar é preciso respeitar o próximo, quer tenha tatuagens, piercings ou as cores do arco-íris no cabelo.

Vive e deixa viver!

31 comentários:

Ariadne disse...

Brevemente tb vou fazer uma. Já ando há anos para fazer; tenho medo que doa (sou deveras mariquinhas com a dor).

A propósito do teu texto fiquei suuuuper curiosa para saber que tatuagem é essa :-P

Daniela disse...

É engraçado ver as diferenças entre países. Ainda há pouco fui a uma clínica e não conseguia diferenciar os médicos dos pacientes. Ao contrário de Portugal, aqui parecem que não vivem tanto pelos estatutos.

As minhas tatuagens são pequeninas, gosto que só eu as veja, mas já chegaram ao ponto de me perguntarem se podia beber água, quando tirasse o piercing do lábio, ou se não ia engolir o piercing da língua. É de deitar a mão à cabeça!

Ariadne disse...

R: vai ser um gatinho :-P ou no interior do pulso, ou na omoplata

Ariadne disse...

R: não pode ser muito grande porque, se for no pulso, fica à mostra; a bata não tapará totalmente e os velhotes ainda se porão com cenas na farmácia (lá está a tal mentalidade)

maria umbelina disse...

Eu tenho duas, gosto muito delas e por serem uma coisa para sempre, fiz a pensar não só no presente, mas também no futuro, isto é, fiz em sítios onde não vou enjoar de as ver e onde quando for velhinha as peles não fiquem todas dobradas :)
A mim só dizem "uau, tens tatuagens!" e perguntam se doeu, acho que é normal, apesar de hoje em dia já quase toda a gente ter uma, nem que seja uma estrelinha no pé ou no pulso. Já são mais banais.
Eu quero fazer mais uma, já tenho sítio, só me falta decidir o que vou tatuar.
Viva as tatuagens! :)))

Cloe O. disse...

R: Um desafio que está a ser muito "popular" no facebook xD

Audrey Deal disse...

Eu não tenho nenhuma tatuagem mas vou fazer uma!

Nádia Silva disse...

R: Realmente também não gosto muito de ouvir a Lana del Rey especialmente depois de ler um artigo na Blitz que falava sobre ela e a dizer que queria morrer. Vedetas... Enfim. Segui o teu cantinho.

Joana Rosa disse...

Sim, basicamente é como o Spotify, mas acho que esse não tem playlists feitas...ou tem? xD Não sei! =P

Anyways, curti imenso da tua maneira de escrever, nua e crua, com um toque de humor. Fantástico! Parabéns!

Blackbird disse...

A mentalidade portuguesa ainda tem muito que evoluir :)

Carolina. disse...

Nunca tive vontade de fazer uma e gosto apenas de ver tatuagens pequeninas mas lá está, e o meu gosto pessoal e não tenho que dizer nada sobre as tatuagens dos outros! Aliás, as pessoas fazem perguntas parvas e até eu que não tenho tatuagens fico com cara de estúpida quando as fazem a minha frente...

R: em braga

Lani disse...

Não tenho nenhuma. Realmente há cada pergunta estúpida!
R: estou de férias no Brasil :) *

Teresa Isabel Silva disse...

Também me irrita essa mentalidade, quando é que as pessoas vão entender que gostos são gostos?!

Bjxxx

Gata disse...

Essa do “E não te vais arrepender?” dá vontade de responder "e que tens a ver com isso?". Também ouço do género, mas em relação a outras coisas :)
Beijinhos

umpoucodemim disse...

A diferença de opiniao entre paises é deveras fascinante! Também fiz uma à relativamente pouco tempo.
Na minha contém uma pena (podes pensar que é demasiado cliché - e sem dúvida que até certo ponto até é) que está desenhada brilhantemente! E sinto o mesmo que tu quanto às questoes! Em Madrid, em Londres e afins fazem questoes "credíveis" em Portugal, well, shame on me que sou drogada e snifo etc etc etc!

R: Uma cena inteligente bem fófinha, i agree!

Kiara disse...

Também tenho três tatuagens, e comecei neste "mundo" com 15 anos... acho que as pessoas ficam mais chocadas quando lhes digo que foi o meu pai que me perguntou se eu queria fazer uma, e não eu a "pressioná-lo" a deixar-me. E sinto que ele tem orgulho das três tatuagens que tenho, e essa é das melhores sensações que há *.* quanto aos outros... who cares? xD

Joana Rosa disse...

Ah, não sabia xD Então se calhar até acho que prefiro o Spotify! xD

Não resisti e inscrevi-me no teu blog. Gosto mesmo! =D

Mafalda disse...

R: Aconselho sim! Apesar de achar que o "A culpa é das estrelas" é melhor!
Pois compreendo, compro muitos livros a inglês por serem mais baratos, se vivesse no Reino Unido, acho que me inundava em livros!

Inês disse...

São mentalidades completamente diferentes. Quando estive em Londres reparei que para eles não importa se uma pessoa tem metade do cabelo rapado ou às cores ou se tem muitas tatuagens ou piercings. Não se perdem com olhares que incomodam. Cada um é como é e ninguém se chateia.

Denis disse...

r: o máximo que se pode fazer é estar do lado dela e anima-la acima de tudo.

Sarafaela disse...

Eu vejo series de tudo e mais alguma coisa :p

Minimi disse...

Por acaso também acho os ingleses em geral bastante interessados em saber coisas. Todos os que conheci até agora sempre me fizeram questões acerca de onde morava em Portugal, se estava a gostar de viver aqui, se tem sido difícil a adaptação, o que ando a fazer, o que quero fazer... É interessante, os portugueses que conheço pela primeira vez raramente me fazem este tipo de questões. Ah e um dia disseram-me do nada, no meio da rua "gosto dos teus óculos!" e eu fui de tal forma apanhada desprevenida que nem soube o que dizer xD

Em resposta ao teu comentário: estou a viver em Nottingham e tu?

Isy disse...

oh pah tuga que é tuga tem que criticar senão até se sente mal!

Bjxxx

Graça Pereira disse...

Bem... vou entrar na dança!
Não sou muito de tatuagens mas, admito na mulher uma, que tenha a ver com a sua personalidade...Contudo, tenho um filho que já tem uma série delas,algumas com desenho muito elaborado.
Não gosto por exemplo, tipo Meireles (futebolista) e mulher, autênticos mapas ambulantes...Qualquer dia vão dizer um para o outro: "Amor, j´não sei bem como era esta parte do teu corpo"...
Tatuagem, sim mas, com conta medida!!
Beijocas
Graça

Kiara disse...

As minhas demoraram todas menos de uma hora, não são muito grandes :b quanto aos meus pais... a minha mãe fez uma tatuagem no mesmo dia que eu fiz a minha primeira, fez mesmo antes de mim. A segunda que fiz, tive os meus pais comigo. Já a terceira, eles não podiam ir comigo, mas foram sempre comigo ver o desenho e dizer o que achavam :)

Jade disse...

Já ouvi tudo isso também mas ignorar é mesmo o melhor remédio. A ignorância é mesmo santa para alguns!

Hanna disse...

concordo com o que disseste. eu também quero ver se faço uma tatuagem :b

Audrey Deal disse...

Eu gostava de fazer um símbolo que eu e a minha irmã criámos há muitos anos, tem muito significado e gostava de fazer num local discreto

Amy ☮ disse...

felizmente, a mentalidade dos portugueses já está a mudar quanto a isto :) eu gostava de fazer uma âncora, mas não sei onde! :)

r: eu vou, pá, nem que seja de canoa!

Claudia Alves disse...

Adorei o post!
Adorei a tattoo, é sem sombra de dúvida pura arte! ;)

Candybabe disse...

Engraçado, a ideia q tenho é q agora toda a gente tem uma... Estranho ainda fazerem esse tipo de comentários...