12 de dezembro de 2014

Peditórios



Com o post da Anya lembrei-me de uma cena que, no início, achei bastante estranho aqui no UK. Se forem ver televisão vão ver os mais variados peditórios, para tudo e mais alguma coisa. 

Quando eu digo tudo e mais alguma coisa, estou mesmo a falar verdade. Cheguei a ver um peditório para um santuário de burros! Não desfazendo da importância de cuidarmos dos animais mas têm que admitir que é uma coisa estranha de se passar na televisão... Aliás, posso dizer com quase a certeza que durante os intervalos dos programas há mais peditórios do que publicidade, principalmente nesta altura do ano que parece que a televisão fica inundada de peditórios para todo o tipo de caridades, organizações, etc.

Mas eu acho que os camónes levam isto das caridades a um outro nível... Se vocês forem a uma high street vocês vão ver ao lado de lojas de marca, lojas de caridades muito fofinhas a vender artigos em segunda mão, desde a artigos para a casa a roupa, tudo doado para aquela caridade que depois de vendida reverte então para dinheiro. 
Considero este modo de peditório muito mais interessante do que simplesmente irem à nossa carteira. Acho muito fofinho o slogan de muitas destas lojas de caridade: "Pre-loved clothes". Todos nós temos coisas nos nossos guarda-fatos que já não utilizamos ou já não nos servem ou então que queremos renovar, porque doar a uma caridade? Para dar a pessoas que precisam ou para reverter em dinheiro para uma causa específica.

Muito melhor do que ser parada na rua para doar para isto ou para aquilo... que (peço imensa desculpa a quem o faz) chegam a ser imensamente chatos. Claro que é o trabalho deles serem persistentes mas, principalmente, naqueles peditórios que fazem dentro do shopping que têm uma bancada e tudo que só lhe falta setas luminosas, na minha opinião, se passamos sem parar é porque não estamos interessados ou porque temos pressa... E não como um desafio para nos perseguirem quase pelo shopping inteiro.

7 comentários:

Ember Blue disse...

Hahaha :) É bem verdade, às vezes chegam a ser chatos. Nos shoppings também não gosto de doar porque nem sempre as instituições são honestas...
Beijinhos*

P' disse...

Concordo com tudo e acho super cute essa forma de ajudar que descreveste aí do UK! Acho que dessa forma até ajudava mais do que aqui com tanto peditório. Querem 5€ por porta chaves que eu não preciso, por exemplo! Raramente dou dinheiro a este tipo de peditórios e sinto uma enorme pressão quando vou na rua e há pessoas de associações em todos os metros do passeio a pedir e eu só quero é passar sem ser incomodada! Eu todos os anos dou roupas, brinquedos, acessórios e coisas que tais a associações. Essa é a minha contribuição e a minha ajuda. Acho que não tenho de andar a ser perturbada por 50 pessoas no mesmo dia a pedir dinheiro que eu não tenho quando já ajudo com bens materiais!

*Nightwish* disse...

Não fazia ideia que publicitavam peditório aí no UK dessa maneira!! (Mas tendo em conta a "nossa" tv, mais vale isso!). Também sou mais a favor das lojas em segunda mão/caridade. Nunca se sabe para onde vai o dinheiro que damos, e assim ficamos com aquele sentimento que ajudamos realmente. Agora raramente tenho coisa para dar, mas quando era "mais pequena" dava muitos brinquedos e roupa que me deixava de servir - era eu que ajudava a minha mãe a fazer os saquinhos para dar ^^
*****

'marta. disse...

r: não desistimos nem queremos desistir, obrigada :) beijinho!

Andreia Morais disse...

Às vezes até nos fazem sentir mal com tanta insistência! A ideia dessas lojas de caridade está muito bem conseguida e acho que faz mais sentido :)

TimTim disse...

Por vezes são tão chatos --

anya ♥ disse...

Bem, de certa forma a publicidade na tv é menos intrusiva, porque se pode mudar de canal... but still...

Off-topic: Tu estás no UK certo? Mas não na Universidade, right? Tenho uma dúvida em relação a equivalências e gostava de encontrar alguém que conseguisse responder a esta questão, é urgente... :/ obrigada desde ja :)