2 de janeiro de 2015

The shape of 2015


Out of the night that covers me,
Black as the pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate,
I am the captain of my soul.

(WILLIAM ERNEST HENLEY)

11 comentários:

Andreia Morais disse...

Não conhecia, mas é incrível!

Sandra Tavares disse...

Feliz Ano Novo

Sani disse...

obrigada querida :) Desejo o mesmo para ti <3

Caty disse...

Lindo :)

*Beijinhos*
Caty<3
http://myfairytale4.blogspot.pt

Beatriz Rosa disse...

Feliz Ano Novo querida :)
Adoro a letra.
Beijoquinhas :)

Marisa Costa disse...

r: Muito obrigada :)
O Natal correu bem? Muitas prendinhas? ^^

Marisa Costa disse...

r: Desejo-te exatamente o mesmo C. :D
Muitos beijinhos ^^

Sarafaela disse...

Obrigada querida, espero que o teu também seja optimo :)

*Nightwish* disse...

E que sejamos sempre invencíveis ^^
*****

anya ♥ disse...

Muito bom.

anya ♥ disse...

Muito bom.