20 de agosto de 2015

Part-time


Eu acho que o pessoal emigrante não se apercebe que além dos seus empregos normais, possui também um part-time. Pena é não se receber nada com ele, LoL.

Quando emigramos, independentemente do tipo de emigrante que sejamos, ganhamos mais uma casa... E com o passar do tempo criamos raízes, um lar. Então, como qualquer português mesmo longe da origem, falamos da nossa cultura, dos nossos costumes e da nossa gastronomia, com aquele brilho lusitano nos olhos. Instigando curiosidade a quem nos ouve, "mas que terra maravilhosa fomenta esta paixão em alguém?”.
O mesmo acontece quando nos integramos no país anfitrião. A nossa família e amigos vêem-nos emergidos numa cultura que não a nossa, ganhando novos costumes. Ou mais não seja, pensam no que nos faz mover todos os dias, quando estamos completamente sozinhos, sem ter um familiar ao nosso lado para nos apoiar e do que é conseguir viver com uma nova língua, com tudo o que isso implica… ficando então, também, curiosos.

Devido a toda esta curiosidade, cria-se então o part-time que estava a falar. Trazemos a nossa família e amigos ao país que nos recebeu, mostrando os nossos locais favoritos, os costumes mais engraçados ou simplesmente exibir com orgulho o nosso novo lar.
De forma mais intensa, o mesmo acontece com o nosso país de origem, levamos amigos e colegas, mostrando onde crescemos, a nossa cultura com um olhar mais próximo e através de um local. Para perceberem que há coisas que se perdem na tradução ou que simplesmente não há forma de expor por palavras...

Por isso, além de emigrantes, somos também guias turísticos!

25 comentários:

TheNotSoGirlyGirl disse...

Mesmo a serio! Vivo em Paris agora, e tenho sempre imensa gente a querer vir e ficar na minha casa! é um fardo lol

Andreia Morais disse...

E que belo part-time esse! Acaba por ser uma forma de matar as saudades :)

r: Sim, é mesmo (na minha opinião, claro)

Love Adventure Happiness disse...

Verdade verdadinha... Já fiz vários itinerários para amigos viram cá, para colegas irem a Portugal, já fiz de guia pessoalmente também por cá... E gosto bastante deste part-time ;)

Candybabe disse...

Eh eh eh
Pois... Lá tem de ser*
Sempre que alguém me vem visitar também faço um plano de visitas 😊

Briana disse...

Então no dia que for aí vou contratar-me como guia turística =)

Really Undecided - Diogo Mota disse...

Acho que este deve ser o part-time mais reconfortante! Tenho uma amiga que está em Londres e ela já me convidou imensas vezes para ir aí, porque como disseste quer mostrar-me tudo o que gosta.

Heartless disse...

Só trabalho, só trabalho e nada de diversão. :P Mas é isso que o pessoal quer. :P

esperto que nem um alho disse...

Não é um, mas dois, ou três... ou mais part-times:
São também embaixadores e uns grandes mentirosos, porque um país que obriga o seu povo a emigrar, não é assim tão bom nem tão bonito.
Esse país lindo e cor-de-rosa, é fruto de uma espécie de nuvem que ensombra o coração dos emigrantes.
O português tem o espírito do "escaravelho": isto é uma bosta de país, mas nós só somos felizes a empurrar bolas de merda ladeira acima. eheheheheheh

Simple Girl disse...

Não me importava nada de ter um part time assim, deve ser tão giro :)

Ricardo M.B.B. disse...

No fundo gostava de ser emigrante, não sei ao certo porquê. Mas apesar de gostar muito de Portugal, acho que todos os portugueses são um pouco patriotas, gostava mesmo de ir viver um temporada para o exterior. Pena que as única línguas que me desenrasco mais ou menos sejam o espanhol e o inglês. =P Gostei desse part-time. Deve dar uma certa piada e emoção ao fazer isso. :)

Joana disse...

Hehe só é pena não ser um part-time pago. Dava jeito, porque também se gasta muito dinheiro em viagens para ir a casa.

esperto que nem um alho disse...

Não entendeste a ironia. Paciência.

Ana Martins disse...

Ora aqui está um bom ponto de vista ;)

http://umaespeciedediario.pt

Ísis disse...

E que belo part-time :)

carolina g. ticala disse...

Great post!i like your blog , maybe you would like to follow each other? let me know and i follow you back! kiss

Andreia Morais disse...

r: Muito obrigada *.* é mesmo!

Teresa Silva disse...

Mas é mesmo... E por um lado ainda bem, é assim que se mantêm muitas culturas vivas!

Bjxxx

Miguel Gouveia disse...

Então espero que essa curiosidade de permita levar a testar :D Ficaria super contente se isso acontecesse :D

Que comparação tão fa-bu-lo-sa! A sério!!! Nunca tinha pensado dessa forma :D

Não conhecia o blog mas identifiquei-me com a forma como escreves e com os assuntos retratados. Assim sendo, comecei a seguir :') Ficava feliz se o pudesses fazer de volta! :D

NEW FASHION POST | Autumn Winter'15 Wishes #2
InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

catarina disse...

r: para ti até á melhor assim, hoje o tempo aqui no Norte está super bom :)

Angel A disse...

Tens toda a razão e, sinceramente - também por não ser emigrante - nunca tinha pensado nas coisas dessa forma :)

Simple Girl disse...

r: Tal e qual eu, fiquei tão triste com alguns. Só pensava assim "esta não, esta não por favor" e depois quando abria o blog pumba, ou desapareceu ou então estava privado...

P' disse...

Verdade :) mas deve ser uma boa sensação :) é juntar o melhor de duas culturas completamente distintas :)

r: já é o segundo livro que leio dele e gosto.

Cláudia S. Reis disse...

Apesar da saudade que a distância cria até que esse part-time não é dos piores!

Claudia Rodrigues disse...

Gostei imenso do post, realmente é bem verdade :D.
Nunca tinha pensado nisso.
Beijinho bom fim de semana.

*Nightwish* disse...

E fazer de guia turístico na tua cidade aos amigos de outras cidades de Portugal? Também há disso! =P
Estou à espera de uma visita guiada pela Bila (quando vieres cá, e eu tiver uns dias ^^)
***