8 de junho de 2017

The London News



Ainda as feridas de Manchester não estão saradas e os ataques em Londres, mais especificamente London Bridge e Borough Market, acontecem... 

Apesar de o suporte pelo país inteiro ter sido imenso, incluindo a comunidade muçulmana, uma pessoa começa a pensar. Tanto nos ataques de Manchester como os de Londres, os terroristas (que é isso que eles são) já estavam sinalizados pelas autoridades, contudo não fizeram nada. Para uma pessoa que está de "fora" é difícil de perceber mas para uma pessoa que já está no UK há alguns anos, eu sei o quão os camónes se preocupam em se manterem politicamente correctos no que toca a raça, deficiência e religião. O que em certas ocasiões pode ser bastante prejudicial... 

Não, não me estou a tornar extremistas mas pensem comigo. Tal como já foi falado em tantas reportagens e opiniões, aqui no UK se alguém for um hooligan (do futebol), estes são banidos de estar a certas distâncias de estádios de futebol ou até mesmo banidos de viajar quando há jogos, contudo quando alguém está denominado como "terrorista", não é banido de nada. Quando visitei pela primeira vez o Wembley Stadium fiquei super espantada como um estádio podia estar em tão bom estado, haver cadeiras almofadadas, pessoas levarem crianças para os jogos e quando questionamos o guia, ele explicou-nos que no UK os jogos de futebol são momentos em família, se alguém coloca isso em perigo, então não merece estar num estádio e que muitos deles durante os jogos têm que se apresentar à esquadra.
Semelhante a pedofilia, quando alguém assiste a pornografia infantil online, é preso, contudo se alguém assiste conteúdo extremista online e a conversar com pessoas sobre actos de terrorismo, não lhes acontece nada!

Acredito que isto acontece pois os camónes têm uma visão que nem todos os muçulmanos são terroristas, o que é inteiramente verdade! Ninguém quer sofrer esse preconceito... Porém, quando estes indivíduos apresentam comportamentos de risco porque é que não fazemos nada? Acho que está na altura de rever um pouco esta política, como é óbvio, não nos lançarmos a ódio, simplesmente racionalizar: estas pessoas estão a portar-se mal, então vamos fazer qualquer coisa sobre isto. 

Se até muçulmanos que vivem no UK (incluindo o Presidente de Londres) condenam estes actos, acho que está mais que na altura... e vocês? O que acham?

7 comentários:

Cátia Rodrigues disse...

Realmente, se têm a noção que as pessoas podem ser perigosas porque não agem?
THE PINK ELEPHANT SHOE

TheNotSoGirlyGirl disse...

concordo. é preciso agir! mas a verdade é que nem todos os muçulmanos são perigosos e nem todos são extremistas. e acho que não é dificil saber se algum é ou não e se tem intenções de fazer mal ou não. por isso, na minha opinião, acho mesmo que se devia fechar as portas a pessoas oriundas destes países. eu estava a viver em paris quando foram os 2 "incidentes" e garanto-te que sei o que é o terror e o pânico que estas pessoas provocam. Vim-me embora, especialmente porque já não aguentava a pressão e falta de "liberdade" que havia na cidade. Desde contorlos de identidade, a policias armados até aos dentes a revistar pessoas à entrada dos centros comerciais.. até assisti a uma rusga no comboio -- sim, policias armados a procurar um gajo qqr no comboio, de armas em punho e a mandar todas as pessoas deitar no chão...
eu percebo que por uns pagam os outros, e que há pessoas boas que não tem culpa, mas acho mesmo que se devia fechar as portas :/

TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

Love Adventure Happiness disse...

Percebo o teu ponto de vista mas ver pornografia infantil é crime, falar em actos extremistas ou expressar a tua opinião não.
Lembras-te de um filme em que se prendiam pessoas antes de cometer crimes porque havia tecnologia que lia os pensamentos (acho que eram pessoas com mentes super sensitivas)?
Não podes condenar uma pessoa por actos que não cometeu. Já pensei em muita coisa, algumas menos boas mas nunca agi em conformidade (pensei em miúda que se calhar se não existisse/morresse era melhor, mas ainda cá ando).
Ver pornografia infantil é um acto contra uma criança, por si é um acto. Ver ou falar de ataques terroristas não senão andávamos todos a cometer crimes porque já todos vimos e falámos e pesámos.

Os olhares da Gracinha! disse...

Agir rápido e estar atento ... como medida de prevenção! Bj

Andreia Morais disse...

Concordo, não faz sentido haver esse preconceito, porque, lá está, nem todos os muçulmanos são terroristas. Agora, o que não pode haver é dois pesos e duas medidas. E se já há essa sinalização não faz sentido ficar de braços cruzados.

Cynthia disse...

Acho, sim, que é necessário tomar-se algumas medidas, mas... é uma coisa difícil de controlar. Infelizmente... essa gente, cada vez mais, está por todo o lado!

i. disse...

É muito complicado... Do que vi em Londres, há mesmo muitos muçulmanos. É complicado apontar-se o dedo só pela religião ou etnia, pois pode-se estar a cometer uma enorme injustiça e são seres humanos, sofrem com isso. Já vi isto a acontecer... Pessoas a serem interrogadas por serem de uma determinada nacionalidade. Sem razão aparente. Não é bonito... :/ Mas que se deve sempre aumentar a segurança e o controlo, concordo.