5 de setembro de 2010

Polémicas Francesas

Não sei se vocês chegaram a ter conhecimento sobre as decisões e medidas, que estão a gerar muita polémica, do sr. Primeiro Ministro de França. A última, que foi considerada xenofobia, foi a expulsão de umas centenas de pessoas de etnia cigana. Mas vamos começar pelo início de tudo...

A primeira decisão (que chegou a ser tema de discussão entre amigos) foi a proibição do usa da burka. Concordo, apesar de alguma relutância, consigo concordar em parte com esta medida, mas vou-vos explicar o meu raciocínio.
O meu primeiro pensamento foi: e que tal respeitarem a religião dos outros?! Porém, pensei um pouco e cheguei à conclusão de que no país deles, eles não respeitam a nossa. Tudo que é turistas, jornalistas ou meras mulheres que não têm aquela religião, têm que usar a burka ou um lenço. São obrigadas! Porquê? Porque é que não respeitam a nossa religião? E se não respeitam porque é que nós vamos permitir o uso deste símbolo da submissão da mulher? Nestes termos, eu concordo.

Contudo, outras questões se levantam. Vejam por este prisma, é quase como uma birra entre irmãos (e quem tem irmãos, já ouviu muitas vezes isto, para se parar uma guerrilha ou birra): quem é que é mais crescido?
É quase a mesma coisa com isto, se "nós" nos consideramos "mais evoluídos", ou seja, "mais crescidos", não deveríamos dar o primeiro passo/acto para a tolerância?

Já relativamente à expulsão daquelas pessoas todas... Leva-nos também a uma questão: e se isto acontecesse no nosso país?!

Nota: se quiserem ler a notícia, podem ler aqui.

13 comentários:

Manuela disse...

Corine, gostei muito do teu cantinho e vou voltar :)
Beijinho

Heartless disse...

No nosso pais não creio que resulta-se. O nosso governo é assim um cadinho pó maricas. Basta ver as politicas de inserção nacional e como podes ganhar a nacionalidade caso sejas ilegal. Eles não são capazes de expulsar seja quem for... apenas mudá-los de sitio.

Quando a areas de religião, tenho a mesma opinião que tu. Compreendo que seja uma questão religiosa e como tal não deve ser negada a quem a pratica. No entanto se é com o intuito de diminuir a presença da mulher, sou contra o seu uso.

Nhé... se for ler acho que não me expliquei bem.

But that's just me

**

alexandrapinto disse...

Tens toda a razão :)
Adorei o blog :)

Dark Soul disse...

também gostei muito do teu blog. quanto a isso que aconteceu em França... não sei, dá que pensar. por um lado concordo, visto também não respeitarem a nossa religião mas deveríamos respeitar a religião dos outros de qualquer das formas. (quanto àquilo do "quem é mais crescido" bem eu sou irmão mais novo XD)

Jane disse...

Ohh olha obrigada és muito simpática e ainda bem que fiz uma pessoa rir, nem que seja só por um bocadinho!
O teu blog fala de temáticas interessantes gostei mesmo. Gostei tanto que ate te vou seguir, beijinhos J

Isabel disse...

Muito obrigada (:
Eu também gostei muito do teu.

Dani disse...

olha muito obrigada por vires ao meu blog e comentar, fiquei mesmo feliz por saber que gostas $:
tens um blog mesmo muito bonito :)

Firewalking disse...

Acho muito bem! Ciganos todos para a rua! LOL

boneca de porcelana disse...

Sinceramente percebo as medidas que têm vindo a ser tomadas pelos franceses. Aqui em portugal tb já se nota muito a presença desses ciganos romenos que roubam e entram pelas lojas adentro para pedirem coisas, etc etc. Isso não é nada bom e penso que quem tem que tomar medidas é a União Europeia visto que estes acontecimentos têm vindo a aumentar desde a entrada da Roménia na UE.

***

Nícia disse...

Se fosses a Marrocos ou ao Iraque usarias burka? Dúvido... :P Então, porque haveríamos de obrigar os outros a submeterem-se aos nossos costumes? Penso que haverá outras formas de lutar pelos direitos humanos, na sua própria cultura. Não na nossa.

Quanto aos ciganos, se essa comunidade já chegou ao ponto de colocar os próprios franceses em situação de desemprego... ainda por cima a maior parte deve estar ilegalmente no país.

No nosso país é diferente, eles não nos andam a roubar emprego. No máximo são burlões e feirantes.

Sara disse...

Nem de ver pessoas a come-los gosto :b
E algo que nao me chama o interesse, e tambem gosto de nao gostar :b

sou a bela adormecida da Cátia ruca. disse...

Concordo. O tempo passa, e passa, e passa (...) e volta a passar, e certas memórias continuam exactamente no mesmo sítio. Deve-se ao facto de sermos tão marcados interiormente e exteriormente por algumas pessoas. Pessoas essas que nos chegam a mudar. A mudar a nossa forma de agir, se ser, de (...) Mudam coisas em nós, que jamais pensariamos que poderiam ser mudadas! É a ironia da vida, a ironia das amizades, e por vezes a ironia das desilusões e ilusões onde voamos vezes sem conta. A vida tem destas coisas, metas, destinos, caminhos percorridos, ou até mesmo, caminhos a serem encontrados. Por todos esses um dia teremos de passar, seja um segundo, um minuto ou um a hora, mas lá chegaremos. Porém, por onde quer que passemos, estejamos e permanecermos, as memórias de determinados assunsto continuam sempre connosco, não só a invadir-nos a alma, mas mais do que a transpassar-nos o coração que bate sem dar oportunidade de pausa. Certas coisas desejamos não esquecer, outras queremos esquecer todo o custo. Mas nada nos oferece tal "privilégio". Teremos ou não se arcar sempre com as memórias passadas, incluindo nessas os erros que cometemos na vida, na nossa vida.
Não estás a estragar nenhuma dieta ao partilhares comigo os teus bolos. Não sou de dietas. (a) Agradeço-te o facto de os partilhares comigo. ;D
E sim, voltarei sempre. (:

Lemon disse...

Corina li com muita atenção tudo o que escreveste, é bem pôr a malta a pensar na vida. Nos últimos anos o estado francês tem tomado várias medidas polémicas, esta de expulsar os ciganos romenos, a proibição do uso da burka e também da exposição de símbolos religiosos nas salas de aula entre outras coisitas...Lembrem-se que nos anos 60 e 70 do século passado também fomos marginalizados neste mesmo país, os portugueses eram sinónimo de bidonville. A todos pode pasmar medidas destas mas todas têm verso e reverso, estados laicos não devem ostentar símbolos religiosos sejam lá eles de que proveniência! Não estou a defender a França, nem de perto nem de longe. Estamos no século XXI e com problemas graves de memória, esquecemo-nos das de coisas que foram "ontem" e estes esquecimentos geram graves problemas de xenofobia entre outras catástrofes sociais e humanas. Nações tolerantes estão cada dia menos tolerantes e isto é um cenário preocupante. As lições de tolerância começam no nosso cantinho e reflectem-se no mundo...