6 de dezembro de 2017

O grande dia



Esta grande aventura começou por volta da meia-noite do dia 18 mas tive que esperar até por volta das cinco da manhã para ter contracções em condições para ir para o hospital. Mal cheguei fui examinada e como já tinha alguma dilatação fui logo encaminhada para Obstetrícia. 
Tenho que mencionar que o hospital onde fui ter o nosso Príncipe, é o mesmo hospital onde trabalho portanto já conhecia os cantos à casa e como as coisas funcionam (tendo em conta que o Bloco Operatório trabalha com Obstetrícia em termos electivos e de emergência).

Neste hospital, o que em Portugal é considerado "bloco de partos", ali são os quartos. Os quartos individuais estão equipados para o parto acontecer ali mesmo, a mulher não anda de um lado para o outro e tem muito mais privacidade. Eu quando cheguei ao meu quarto tive um momento bastante engraçado... pousei a minha mala, arranjei as minhas coisas e continuei de pé. A midwife (mais ou menos o equivalente a parteira) que ia ficar comigo disse-me para ficar à vontade mas só passados uns minutos é que me apercebi que estava no meio do quarto à espera de um doente aparecer. Só que na verdade a doente, naquele momento, era eu, LoL.

Como o parto é no quarto, o pai ou algum membro da família são encorajados a assistir e a participar no parto, apoiar a mulher e quando o bebé nasce, cortar o cordão umbilical ou até mesmo prestar os primeiros cuidados, além claro, de tirar imensas fotografias!
Só se acontecer alguma coisa durante o parto ou previamente se descobrir algum problema, é que levam a mulher para o Bloco. No meu caso, não foi necessário... apesar de que no final tivemos um momento menos bom (o Príncipe decidiu brincar com o cordão umbilical e tinha-o à volta do pescoço) contudo, correu tudo bem.

E, no dia 18, a meio da tarde, nasceu o nosso belo Príncipe, a gritar em plenos pulmões... Nada do que escrever aqui vai transmitir com exactidão o que tanto eu como o Mais-que-Tudo, sentimos nesse momento. 

19 comentários:

Inês disse...

Muitos parabéns! Felicidades aos três!

i. disse...

Tenho a certeza de que foi tudo super incrível e emocionante :) ainda bem que correu tudo bem! Um beijinho para os 3*

L. das horas disse...

Parabéns!! Felicidades aos 3!

Lani disse...

Parabéns! Muitas felicidades nesta nova fase :D *

Sónia RM disse...

Muitos parabéns :) Que sejam os três muito felizes :*

Rita C. disse...

Muitos parabéns e felicidades! :D

As Coisas Dela disse...

O que interessa é que, no final, tudo correu bem :) Beijinhos e as maiores felicidades*

J* disse...

Oh, muitas felicidades!
https://jusajublog.blogspot.pt/

Sofia disse...

Muitos parabéns (=

Andreia Morais disse...

Há momentos indescritíveis, de facto *.*

Cynthia disse...

Parabéns! Há lá coisa melhor? :)

Dina disse...

Desejo-vos as maiores felicidades do mundo. E que a vida traga imensa felicidade ao vosso Príncipe. Muitos parabéns

Catia Ferreira disse...

Consigo imaginar que foi um momento lindo :D

asminhasquixotadas disse...

Muuuuuuuuuitos parabéns e muitas felicidades para o bebé e para os pais. Que ele tenha uma vida longa e feliz. Beijinhos.

E. disse...

Muitos parabéns! Espero que ele (e vocês claro) sejam muito felizes! x

E. ♥ Meet me for Breakfast

Denise disse...

As maiores felicidades para os três! :D

Beijinhos

riotdontdiet disse...

isso soa me a um pequeno paraiso em comparaçao a ca! lol

mas opaa parabens!!!! é do melhor mesmo <3

https://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

м♥ disse...

Já venho atrasada, mas parabéns! Espero que estejam todos bem, felizes e com muita saúde :)

A Pimenta* disse...

Acho que em Portugal, todo o processo do parto nem sempre é o mais feliz para as mães. No meu caso, não tenho que dizer mas tive a minha filha num hospital privado. Já ouvi histórias terríveis de mulheres que tiveram os seus filhos no setor público mas também sei que não posso generalizar porque há casos bem sucedidos no setor público.
Mas o que se passa em UK talvez fosse um modelo a considerar e implementar cá.