14 de setembro de 2018

Does my bum look big in this?


Acho incrível que o Príncipe já tenha quase 1 ano e ainda não tenha feito um post sobre fraldas, LoL.
Em primeiro lugar, pessoal que vai ter filhos, mães e pais de primeira viagem, que pensa que não percebem nada de mudar fraldas... não se apoquentem que ao final da primeira semana já são profissionais!
Em segundo lugar, tendo em conta que o Príncipe já é um moço viajado, gostava de dizer que a discrepância de preço das fraldas de Portugal e o UK, é assim  para o astronómica.

No UK, a primeira coisa que me disseram sobre fraldas foi que iria escolher entre as Huggies e as Pampers, pois eram as melhores marcas. Não conhecendo ambas as marcas, escolhi as Pampers, que comprava um pack de 96 fraldas por 8 a 11 libras. Estas fraldas foram fantásticas no sentido em que para dois pais inexperientes, a linha indicadora era brutal pois mostrava logo na fralda se tinha alguma coisa. Contudo, reparei logo desde início que o Príncipe dava logo sinal mal fizesse um xixizinho, quer estivesse acordado ou a dormir. Pensávamos: o menino é tão limpinho que dava logo sinal. 
Até experimentarmos as benditas e maravilhosas fraldas do Aldi! Não me perguntem tecnologias da fralda mas as Pampers têm uma espécie de rede e as do Aldi não, parece ser tecido. Isto em termos práticos resulta no quê? Basicamente quando experimentámos um pacote de fraldas do Aldi, o Príncipe deixou de acordar porque tinha feito um xixizinho e as fraldas duravam bem mais, pois mesmo com a fralda saturada de urina, o rabinho ficava sempre sequinho! Como devem imaginar nós ficámos do género: "what sorcery is this?" Para melhorar a situação, as fraldas do Aldi são um pack de 96 a custar apenas 4 libras e meia! 

Portanto, no UK estávamos mais que encantados com as fraldas do Aldi que até chegavam a durar uma noite inteira, ou seja, 12 horas e tenho-vos a dizer que o Príncipe nunca teve o rabinho assado... agora e em Portugal?

Ainda levei uma quantidade generosa de fraldas do Aldi na mala pois podia usá-las durante a noite para não ter que mudar o Príncipe (pessoal com filhos, eu explico: não mudar a fralda significa não os despertar e não os despertar significa adormecerem logo e significa mais soninho para nós onde todos os segundos contam, LoL), então em Portugal lá fomos ao supermercado e pensámos: ora bem a melhor marca em Portugal deve ser a Dodot. E foi essa mesma marca que comprámos... um pack de 30 fraldas por 7 euros. 
Tenho a dizer-vos que as fraldas da Pampers e da Dodot são iguais. Mas quando digo iguais é mesmo sem tirar nem pôr, os bonequinhos são iguais, o tipo e a qualidade da fralda é igual. Portanto, são mesmo igualzinhas, tirando o nome claro. 
Estão mesmo a ver a minha cara de alface quando me apercebo disso... o Príncipe dava logo sinal, mal fizesse alguma coisa pois o rabinho ficava húmido. Então a minha mãe disse para experimentar umas fraldas que lhe aconselharam, que se compram na farmácia num pack de 30 a 3 euros, chamadas Libero.
Foram a nossa salvação! Pois as fraldas da Libero, em termos de tipo de fralda, são iguais às do Aldi.

E pronto, estamos mais que aviados em relação a fraldas, o único precalço foi que a certa altura as fraldas já não estavam a aguentar tanto tempo como antes pois o Príncipe faz mesmo muito xixi. O que eu achei muito estranho e em conversa com mummy friends me aconselharam ir para o tamanho acima de fraldas. Pensei que iam ficar enormes mas a verdade é que bem apertadinhas, a diferença não é muita mas melhorou em termos de aguentar mais tempo pois têm mais capacidade. Problema resolvido!

Espero ter-vos elucidado em relação a este tema... e vocês que fraldas usam nos vossos crianços? Contem-me tudo!

12 comentários:

JLynce disse...

Acho bem que catequizes a malta que está à espera do primeiro filho.
Um beijo e bom fim-de-semana

:))

Quase Cinderela disse...

Livrei-me das fraldas este ano. Nem sei quanto terei gasto em fraldas dodot durante 4 anos para as duas. A mais velha deixou as fraldas por completo aos 2 anos e a mais nova só aos 3 anos é que deixou à noite. Foram muitas fraldas e não conhecia essas que falaste libero, usei sempre dodot e mesmo aquelas que dizem 12h extra, à noite não eram suficientes... Muitas camas molhadas de noite, mas elas não acordavam, eu é q às vezes ia espreitar e dava conta, eu é que tinha que as acordar para as mudar a elas e às camas, caso contrário dormiam assim e depois ficavam assadas. Infelizmente não conheci marca melhor nem conhecia ninguém com bebés na altura... Fazes bem em dar essas dicas a quem precisa ;)
Beijinho

Andreia Morais disse...

Acabaste de dar um ajuda preciosa aos pais! A diferença é grande, não só em termos monetários, mas também ao nível de conforto para os pequenitos.
Por vezes, ficamos a achar que as grandes marcas são as melhores e depois percebe-se que não

Olívia Muniz disse...

Ainda não tenho filhos mas gosto sempre de ler sobre este tema. Acho que isto reflecte um pouco a realidade sobre todas as marcas em geral. Já me disseram que as fraldas do pingo doce também são boas.
Um beijinho grande*
Vinte e Muitos

C. Correia disse...

Pára tudo! Boas fraldas e baratas na farmácia??? Como assim??? Sempre usei Dodot e aguentam a noite toda mas os preços... vou ja pesquisar sobre essas fraldinhas! :D

Cynthia disse...

Essas da farmácia não conheço, mas é de investigar, que a minha gorda está a poucas semanas de saltar cá para fora :P com o meu filho usei 1º dodot, mas depressa me dediquei a procurar umas mais baratas, lol. Dodot são incrivelmente caras! Já n me recordo dos preços das do pingo doce, mas eram boas e foi para essas q mudei :)

Filipa disse...

Não fazia ideia que fraldas eram assim tão caras!! Anyway eu não quero de todo ter filhos, mas acredito que seja realmente um grande dilema com fraldas. :)

http://purflefox.blogspot.pt

Princess Cat disse...

Apesar de não ter pequerruchos é sempre bom ir sabendo estas coisas para o futuro :)

Cristina disse...

Especialista em fraldas - EU!!! Devo ter experimentado todas as fraldas do mercado. "Eu" é como quem diz... o pequeno da casa, que hoje tem 5 anos (e meio) e deixou as fraldas aos 3.

Nas primeiras semanas de vida, usou da Huggies que ainda existiam em Portugal na altura e eram ótimas. Preferia-as às da Dodot - que também usou à grande.
Usou as da Chicco que odiei - foram as únicas fraldas que lhe provocaram queimaduras e que repassavam para a roupa (e para a cama).

Usou fraldas da marca Continente, Pingo Doce e Lidl (acabaram os meus preconceitos quanto a marcas brancas). Usou Moltex que achei muito rígidas e carotas (tendo em conta a qualidade).

As da Libero não aconteceu comprar, porque as da Dodot tamanho O podiam-se comprar no supermercado (e era mais fácil lá ir do que à farmácia).

Love Adventure Happiness disse...

Reutilizáveis, Bambo nature descartáveis cá e nunex em Portugal

JU VIBES disse...

Depois de ler o teu poste, somente sei uma coisa:
Não sei nada de fraldas.

JU VIBES | @itsjuvibes ❤

A Pimenta* disse...

Com a mais velha usamos sempre Dodot, mas dentro desta mesma marca, há distinções, a meu ver no que diz respeito à qualidade. Quando era recém nascida, usamos sempre as Dodot Sensitive, Depois passamos para as Dodot Activity Extra.
E com o mais novo, tem sido também assim. Nunca usei fraldas de marca branca, confesso que não tenho qualquer vontade de experimentar, visto serem mais baratas. Se eles sempre se deram bem com as Dodot Extra, não vou experimentar a não ser que haja uma fase em que algo aconteça que me faça mudar de ideias.

Quanto à diferença de preço, acredito que seja um escândalo!