18 de janeiro de 2019

Amamentação: a grande aventura


Estive, durante bastante tempo, a adiar este post pois é mesmo uma grande aventura que ainda estava a decorrer até há bem pouco tempo. O que quer isto dizer? Quer dizer que começamos 2019 sem amamentação mas vamos começar pelo princípio...

Quando o Príncipe nasceu a razão pela qual ficámos uma noite extra no hospital, foi pelo facto dele na altura, não fazer uma pega correcta. Ou seja, quem pense que todo o santo bebé sai da barriga da mãe a saber mamar, desengane-se! Há bebés que só com o cheiro a leite fazem logo uma pega correcta, depois há bebés que demoram a ter uma pega como deve ser pois ou são trapalhões ou são preguiçosos e depois há ainda os bebés com o freio preso mas isso já é outra história.

O nosso início, nesta aventura que é a amamentação, foi assim atribulado mas com muita insistência, persistência e fé nas maminhas, que o Príncipe ficou um profissional. Quanto a mim... primeiro quando o Príncipe mamava, saía colostro mas ao final de 2/3 dias tive a tão famosa "subida do leite". Fiquei a perceber, bem melhor, essa expressão. É que sobe uns calores... credo! Tive imensas dores na subida do leite, as mamas ficavam duras que mais pareciam verdadeiros penedos.
É nesta fase que mastites ou abscessos podem acontecer, por isso mesmo, tive imenso cuidado com as maminhas. Comprei uns discos de gel, que um deles aquecia, para colocar nas maminhas antes de dar de mamar, e o outro colocava no frigorífico para colocar frio depois de dar de mamar. Não vos consigo expressar em palavras o alívio que sentia com esta terapia quente-frio aliás às vezes bastava ter a água do duche mais quente, que começava a escorrer leite, LoL. Qual tratamento de Spa, qual quê!

Após a subida, após a primeira fase em que as minhas maminhas se habituaram à produção de leite... Amamentar foi fácil.
Leite sempre pronto e sempre disponível. Se tira um bocado à nossa independência? Sim tira mas os benefícios superam definitivamente os sacrifícios. Tenho a dizer que até tive sorte pois o Principe foi um bebé que naturalmente mamava de 3 em 3 ou de 4 em 4 horas. Para quem não sabe há uma grande pressão para a amamentação ser em "livre demanda", isto é, quando o bebé quiser. O que na teoria faz sentido mas não foi o caso do Príncipe. Tanto como o bebé, a mãe não nasce ensinada... Aprendemos a interpretar o choro da nossa cria. É uma aprendizagem que não pára na amamentação!

E já que estamos a falar de "pressão" gostaria de deixar uma menção honrosa a todas as pessoas que dizem a uma mãe que está a amamentar que devia dar fórmula/suplemento. Um minuto de silêncio para essas pessoas...

LoL.

Bem, continuando, a nossa aventura, eu amamentei em exclusivo até mais ou menos os 6 meses do Príncipe. Quando eu achei que ele estava pronto (sim porque os bebés não são robôs e magicamente só no dia que fazem 6 meses é que eles estão prontos para comida), comecei a introduzir a comida muito lentamente. No início dava na mesma mama no final de cada refeição até ele nem pegar pois não estava interessado e foi mesmo assim, muito lentamente e ao ritmo do Príncipe que ele deixou de mamar durante o dia.  Preocupava-me imenso o facto de voltar ao trabalho e o Príncipe ainda precisar de mama durante o dia... e o facto de eu não estar por perto para lhe dar. Então, por volta dos 7/8 meses, o Príncipe só mamava durante a noite e aí é que a amamentação se tornou difícil!

Numa altura de dentes a nascer, regressão do sono e pico de crescimento, o Príncipe em vez de acordar de 4 em 4 horas ou de 5 em 5 horas durante a noite, era capaz de acordar de 2 em 2 horas ou de hora a hora se a noite fosse mesmo má... Eu dizer que estava cansada é um eufemismo. Eu parecia um zombie! Não conseguia ter um pensamento coerente... Como eu conseguia cuidar do Príncipe, tratar da casa e ainda ir trabalhar, é mistério para mim. 
E para o pessoal que diz, ele acordava imenso pois o meu leite não era suficiente, ele era viciado na mama e outras parolices que me disseram na altura. Desde então nada mudou na nossa rotina, não fizemos nada de diferente, simplesmente estava lá sempre para o meu bebé enquanto ele precisasse de mim.
Foi uma fase mesmo complicada mas persistimos e lentamente o Príncipe começou a acordar cada vez menos durante a noite para mamar, até uma noite que ele não acordou para mamar. Primeiro fiquei incrédula... Não, não pode ser, pensei eu. Segunda noite, não voltou a acordar e quase, quase que queria fazer uma dança da vitória. Ao final de uma semana e ele sem acordar, a nossa jornada da amamentação terminou perto dos 15 meses dele. Quanto a mim as minhas maminhas não sentiram diferença pois todo este processo foi muito gradual. 

Agora olhando para trás, fico imensamente feliz por ter insistido no início, por ter persistido quando estava mais para lá do que para cá e por ter deixado o desmame acontecer naturalmente... Muito provavelmente vai haver pessoal a dizer que fiz isto ou aquilo mal mas esta foi a nossa aventura e fico mesmo feliz com a nossa jornada.

O melhor conselho que me deram foi relativamente à amamentação mas que pode ser para tudo, na verdade, é que: tu és a mãe, tu és a pessoa que melhor conhece o teu bebé, mesmo sem ele falar, tu sabes o que ele precisa. E além disto? Um excelente mantra para se ter quando temos dúvidas relativamente à amamentação é: as maminhas são fábricas, não são armazéns e o meu bebé não é un leitão para a engorda. Quando te colocarem macaquinhos na cabeça a dizer que não tens leite suficiente, que o teu leite é fraco, ou o raio que o parta mantém esse mantra a passar em loop na tua cabeça e tem a plena certeza que o teu leite é a melhor coisa que tu podes oferecer ao teu bebé. 

16 de janeiro de 2019

TAG - Perguntas Literárias


Ora bem, eu fiquei invejosa da TAG da Panemic Books e por isso decidi fazer também, LoL. Espero que gostem...

#1 Gostas de ler?
Adoro ler! Infelizmente, ultimamente não tenho lido tanto como quero mas talvez consiga atingir o meu G.R.C. na mesma.

#2 Qual foi o último livro que leste? Qual a tua opinião sobre ele? 
O último que li foi o Till Death e podem ler a minha opinião aqui no Reino. Mas por acaso isso lembra-me que leio imensos livros da JLA e tenho que escrever algo sobre ela aqui no blog, não acham?

#3 Com que frequência lês? 
Bem, como já disse, de momento quando o Príncipe me deixa, LoL.

#4 Qual foi o último mau livro que leste? 
Até tive que ir ver às minhas reviews pois por acaso já foi há algum tempo, LoL. Ora bem, foi a saga Dead Beautiful que é sobre a mortalidade mas acho que a saga que me deixa irada mesmo de tão má, é talvez a Mortal Instruments pois ficou tão mainstream. Eu gostei imenso do mundo que ela criou mas as personagens e o diálogo é tão mau... é um desperdício, talvez por isso mesmo é que me deixa furibunda, LoL.

#5 O que te faz não gostar de um livro? 
Tal como disse na pergunta anterior, que as personagens não sejam bem capturadas e descrições longas mas que sejam desnecessárias. Do género, o autor começar a descrever uma chávena e passado 5 páginas ainda estamos na mesma chávena, só que... nunca mais vamos ver aquela chávena e a porcaria da chávena não tem nada haver com a história ou enredo. Não, não há necessidade!

#6 Gostarias de ser escritora? 
Adorada! Mas tenho um problema eu até tenho ideias para escrever mas depois lia imensos livros e via que essas ideias já tinham sido escritas de uma maneira ou de outra. Pois pensava, se vou escrever ao menos que seja original. Ou seja, nunca nada fica no papel, LoL.

#7 Um livro que influenciou a sua vida? 
Vocês já sabem o que vou responder, certo? Harry Potter. Fácil, next question!

#8 Lês literatura erótica? 
Já li alguns livros desta temática, sim. 

#9 Escreverias um romance erótico? 
Agora que penso nisso, eu acho que isso seria uma excelente ideia! Eu adorava poder escrever um romance erótico com comédia, ou seja, podia ser um romance erótico envolvendo uma mulher que só tem ideias peregrinas e vai parar constantemente ao hospital, nomeadamente ao Bloco Operatório, LoL. Estão a ver a temática, não é? 

#10/11 Qual é o teu livro e/ou série favorito? 
Bem para não repetir e dizer Harry Potter outra vez... vocês também já sabem o que vou dizer: The Covenant

#12/13 Escritor/a favorito/a? 
Ora bem, acho que isto vai de encontro com as perguntas sobre livros marcantes e livros favoritos... 

#14 Género literário favorito? 
Fantasia.

#15 Género literário que não lês? 
Não faço ideia, LoL. Eu tento ler de tudo um pouco...

#16 Ficas sempre na tua zona de conforto na leitura? 
Tal como tinha dito, eu gosto de ler de tudo um pouco. Mas posso levar esta pergunta 

#17 Livros físicos ou e-books? 
Pessoal vai fazer boicote do Reino depois de ler isto, LoL. E-books! Não é que desgoste de livros físicos. Claro que adoro livros físicos! Mas já escrevi sobre as maravilhas do meu kindle... Coisa maravilhosa.

#18 Onde aprendeste a ler e/ou quem te ensinou as primeiras letras? 
Na escola primária... num colégio de freiras, LoL. Um dia tenho que escrever sobre isso pois contado ninguém acredita.

#19 Os teus hábitos de leitura mudaram depois de teres o blog? 
De todo... o que mudou foi o facto de começar a fazer reviews e o facto da minha lista de livros para ler parecer que está sempre a aumentar, LoL.

#20 Livro favorito na infância? 
Muito honestamente era uma compilação dos contos de fadas, tanto Grimm como Andersen.

#21 Personagem favorito? 
Difícil escolher mas talvez a Alex Andros da saga The Covenant. Ou talvez a Minerva McGonagall da saga Harry Potter.

#22 Algum livro já te transportou para outro lugar? 
Então não? Imensos mundos de fantasia... Só não gostava de visitar Panem, LoL.

#23 Livros que gostarias que tivesse uma sequência? 
Adorava que a saga Elemental tivesse continuação ou rezar a todos os Deuses que The Covenant tivesse mais livros, LoL.

#24 Livro que não necessitava de uma sequência? 
50 Shades of Grey. Mas a verdade é que se não tivesse sequência o pessoal não tinha ideias peregrinas e os meus fins-de-semana não seriam tão excitantes, LoL.

#25 Qual o teu pior hábito de leitura? 
Ler antes de ir dormir, ou seja, muitas das vezes agora acabo por não ler por estar tão exausta.

#26 Quanto tempo levas a ler um livro? 
Antes de ter o Príncipe dependia do quanto o livro fosse aliciante mas agora depende do Príncipe.

#27 Gostas quando um livro é adaptado ao cinema/televisão? 
Fico com muito receio, LoL. É horrível quando vimos uma adaptação de um livro que gostamos e ser um desastre...

#26 Livro arruinado pela adaptação ao cinema? 
Eragon. A saga de livros é simplesmente fantástica e com um filme destruíram qualquer adaptação possível e imaginária.

#27 Lês jornais ou revistas? Qual preferes? 
Tenho a app da BBC News mas comprar um jornal ou revista, não.

#28 Lês na cama, casa-de-banho, automóvel, autocarro, praia, jardins públicos ou cafés? 
Não consigo ler no autocarro, quem me dera! Pois assim ia conseguir ler bem mais, aproveitando assim o commute.

#29 Local favorito para ler? 
Adoro ler na cama. Mas fora isso, adoro ler na praia!

#30 É difícil concentrares-te na leitura?
Se tiver muito cansada, sim.

#31 Precisas de silêncio total para ler? 
Não necessariamente.

#32 Quem te transmitiu o amor pela leitura? 
Os meus avós paternos (com quem passei imenso tempo enquanto crescia) e a minha mãe (que ficava a ler até madrugada).

#33 Escritor/a que gostaria de entrevistar? 
J.K. Rowling.

#34 Escritor/a que daria um/a excelente amigo/a. 
J.L. Armentrout, definitivamente.

#35 Livro que releste mais vezes? 
Fácil, Harry Potter.

#36 Escritor/a clássico favorito/a?
Jane Austen. Li os livros todos!

#37 Livros que deviam ser indicados na escola?
Eu odeio aquela cena de impôr livros. Devia-se incentivar a ler mas não obrigar ler livro X ou Z. Porquê? Porque nem toda a gente vai gostar... enquanto que eu adorei ler Fernando Pessoa, odiei de morte ler Saramago. Por isso incentivar à leitura, seja o que for!

#38 Livros que deviam ser banidos da escola?
Hmmm... nenhum livro devia ser banido mas talvez o género 50 Shades of Grey porque não vá o pessoal começar uma maluqueira sem ideia do que está a fazer.

#39 Preferes ler um livro de cada vez ou vários ao mesmo tempo? 
Um de cada vez! Acho incrível o pessoal que lê mais do que um ao mesmo tempo!

#40 Qual a tua política de empréstimo de livros? 
Devolverem, LoL. Mas raramente empresto pois como o pessoal sabe que tenho um kindle assume que não tenho livros físicos, então nem pedem. Contudo, partilho com qualquer pessoa a minha biblioteca do kindle. Basta pedirem!

#41 O que estás a ler? 
The Final Empire (da saga Mistborn).

#42 Qual será a tua próxima leitura? 
Se gostar do primeiro livro da saga Mistborn, vou ler o segundo senão, honestamente não sei, LoL.



Eu como não fui nomeada não ia necessariamente nomear ninguém contudo, gostaria de nomear a Words à la Carte que começou recentemente o seu booktube! Façam-lhe uma visitinha... 

14 de janeiro de 2019

Bitches better get out the way!



Aquele momento quando se vê tantas temporadas de RuPaul's Drag Race que se começa a cantar e a dançar as músicas assim do nada, LoL.
Por favor, digam-me que eu não sou a única!

P.S. - este vídeo tem 3 das finalistas da temporada que mais gostei até agora pois tem a minha Drag Queen favorita de todo o sempre Bianca Del Rio!

12 de janeiro de 2019

RuPaul's D.C.




Hoje venho falar-vos do programa que nos viciou imenso: RuPaul's Drag Race

Para quem conhece ou viu, já está a dizer "yass queen!" mas para quem nunca ouviu falar tenho que dizer que este programa vai ser um bocado difícil de explicar, LoL.

Em primeiro lugar, RuPaul's Drag Race é basicamente um concurso para drag queens. Já tem 10 temporadas (que por acaso estão todinhas na Netflix) e como é que nos viciou? Pois além de simplesmente hilariante, chega mesmo a ser literalmente um desfile de arte. 
Tem variados desafios desde actuarem a criarem um vestido de raiz! Mas claro que num programa com drag queens, haver drama do género faca e alguidar é claramente garantido, LoL.

Ficaram curiosos? LoL. Ou já conheciam? Se já conheciam ou viram, qual é a vossa drag queen preferida?

10 de janeiro de 2019

Está na altura de arrumar as decorações de Natal...


Por acaso isto aconteceu antes do Natal mas achei melhor contar este episódio agora pois não queria estragar-vos as festividades, LoL. Mas por acaso tenho a dizer que na semana anterior ou coisa do género, tinha mencionado que não havia ideias peregrinas já há algum tempo.

Portanto, como já disse, isto foi antes do Natal, num fim-de-semana... claro, este tipo de coisa é sempre ao fim-de-semana, será que este povo não tem televisão ou Netflix? Anyway, num belo dia de trabalho aqui da vossa Soberana (para os súbditos recentes aqui no Reino, eu trabalho no Bloco Operatório) veio uma cirurgiã direitinha das Urgências dizer que tinha uma paciente para nós. Uma senhora que tinha nem mais nem menos uma bola de Natal enfiada no rabinho e que de lá não saia. 
Houve todo um momento de júbilo pois aqui a vossa Soberana realmente tinha saudades assim de uma boa ideia peregrina e uma bola de Natal está definitivamente classificada como uma, LoL.
Sempre com uma excelente postura profissional pois uma pessoa ao final de uns quantos anos a trabalhar no Bloco, já viu de tudo um pouco e já pouco surpreende. Contudo, o momento em que a vossa Soberana perdeu a compostura foi quando já dentro do Bloco, colocou-se a doente (já anestesiada, claro) na mesa de operações, abriram-se as perninhas para a curarmos da bola de Natal e no meio das mesmas a doente estava cheia mas eu quando digo cheia, digo mesmo cheia de... purpurinas!

Estão a perceber agora o porquê de eu não ter contado esta história antes do Natal? Não iriam ver uma árvore de Natal da mesma forma, LoL.

8 de janeiro de 2019

The London Tour: Big Ben & London Eye & Westminster Abbey & F.N. Museum

Portanto vamos começar a nossa Tour pelos locais mais turísticos e obrigatórios para quem visita Londres.


Entrem no tube e saiam na saída (olhem para mim, eu já pareço um GPS) Westminster, que é literalmente em frente ao Big Ben. Não se esqueçam de tirar a típica foto a apontar para o relógio, LoL.
Atravessando a ponte, vocês estão num paredão que vai ter ao London Eye. Ah! Não se assustem com a fila, é simplesmente as milhares de pessoas que querem dar a voltinha...
Nesse paredão tem muitas vezes artistas de rua, aliás muitos do pessoal que ficou famoso com o Britain's Got Talent começou nesse paredão! E na altura do Natal é preenchido com uma feira de Natal que é sempre super gira.


 

Basta andarem na direcção oposta do London Eye, depois do Parlamento, encontram também a Abadia de Westminster, onde se casaram a Kate e o William, que para entrar é preciso pagar contudo não se paga para entrar no jardim e pode-se tirar as fotos que quiserem. Aproveitem a arquitectura pois é simplesmente fantástica!


Em tom de curiosidade para o pessoal de saúde, oposto ao Big Ben, tem também o museu da grande enfermeira Florence Nightingale! É super barato para entrar, do género 7 libras ou qualquer coisa do género.


London Eye, Big Ben e Abadia de Westminster – Westminster station 

6 de janeiro de 2019

The pleasures of the damned


“Invent yourself and then reinvent yourself, don't swim in the same slough. Invent yourself and then reinvent yourself and stay out of the clutches of mediocrity.
Invent yourself and then reinvent yourself, change your tone and shape so often that they can never categorize you.
Reinvigorate yourself and accept what is but only on the terms that you have invented and reinvented.
Be self-taught.
And reinvent your life because you must;it is your life and its history and the present belong only to you.”― Charles Bukowski

Não sei se conhecem o maravilhoso Charles Bukowski... mas aqui fica mais um dos seus poemas, talvez vos ajude a reinventarem-se neste Ano Novo!