4 de outubro de 2009

Outono da vida


Sinceramente acho que já me esqueci de como se escreve. De como se descreve aquilo que se sente. Esperava sentir-me melhor em escrever aquilo que sinto, já que não consigo dizê-lo em voz alta, não por se tornar realidade mas por não saber como o dizer.
Afinal o mal, é mútuo. Não sei como o dizer e não sei como o escrever. Mas se remotamente tentasse, talvez começasse por falar num cansaço inabalável, seguindo para uma tristeza profunda, concluindo com a, sempre presente, dúvida que me consome.

Porque é que quando a vida começa a fazer algum sentido, vem algo para nos destruir esta nova esperança?

Há pouco tempo alguém me disse que tinha um auto-conhecimento excepcional e se isto for mesmo verdade, então eu conheço-me o suficiente para dizer que me vou odiar durante bastante tempo...

2 comentários:

Os Novinhos disse...

há fases complicadas...
:/

Underworld disse...

ai rapariga que eu te vou bater, abri a minha conta só para te comentar este post!
Essas tres questoes lembram-me bastante filosofia, e tu como uma grande escritora que és deverias estar interligada entre essas duas areas, literaria e filosofa.
Mas de qualquer forma, eu estou neste exacto momento a comentar para te dizer que tu sabes responder a essas questoes, tens é algo dentro de ti que nao as quer responder!
Quem és? Ès um ser humano, constituido por milhoes de celulas, que erra e aprende, que cada dia cresce um pouco mais, um ser humano Simpatico ou Antipatico, Sabio ou Ignorante, Solidario ou Egoista, Prudente ou Desastrado, isso cabe te a ti decidir, e continuas a achar que nao sabes quem és?, no fundo esta pergunta, tem uma segunda face, que é, ÈS Boa ou Má Pessoa?
Achas que és uma má pessoa?
Para onde vais?, nao me digas que nao sabes para onde vais se nao porque raio é que escolheste ir para a universidade e tornares te enfermeira?, para ir arrumar carros? i don´t think so.
Qual éo teu papel neste mundo?, o que é que queres fazer? SEr conhecida?, ou ajudar a mudar mundo de cócó onde nós estamos?
Tens de ver as perguntas por outros pontos de vista, nao directamente.
Ao contrario da exactidao da matematica, o portugues é muito misterioso e trapaçeiro xD
E ja agora, talvez penses qe te encaixavas melhor noutra sociedade, mas isso sao ideias que só poderam existir no papel, e se Agora!, nesta realidade, te sentes desintegrada, procura uma fonte, nao de energia, mas que te una a este mundo, e te faça querer muda-lo!