6 de setembro de 2019

Daisy Jones & The Six (opinião SEM spoilers)


Em primeiro lugar, sem sequer começar a minha opinião deste livro... Tenho que vos dizer que foi extremamente difícil escolher uma só citação favorita! Portanto, deixo o top 3, LoL.
“I had absolutely no interest in being somebody else's muse.
I am not a muse.

I am the somebody.

End of fucking story.” 
“Men often think they deserve a sticker for treating women like people.”
“I used to think soul mates were two of the same. I used to think I was supposed to look for somebody that was like me. I don't believe in soul mates anymore and I'm not looking for anything. But if I did believe in them, I'd believe your soul mate was somebody who had all the things you didn't, that needed all the things you had. Not somebody who's suffering from the same stuff you are.” 
Em segundo lugar, tenho que vos dizer que já há muito tempo que um livro, um standalone, não me marcava como este livro da autora Taylor Jenkins Reid me arrebatou. Isto para vos dizer que vai-me ser extremamente difícil de fazer esta review pois este livro foi um verdadeiro carrossel de emoções para mim. 

Mas que tal começarmos pelo princípio? Eu foi desafiada pela Bárbara do canal Delicada como um elefante para ler este livro e estou-lhe tão mas tão grata! Pois além de me ter indicado um livro espectacular, abriu-me a porta para o uso dos audiobooks numa vida em que tempo e disponibilidade para ler, é bastante escassa.

Quando comecei este livro, logo no primeiro capitulo, tive que pousar tudo e fazer uma pesquisa no Google. Sim, porque apesar da Bárbara me ter desafiado, eu gosto de ir para uma leitura com o mínimo de informação possível. O que me levou ao momento de estar a pesquisar, o que vim a descubrir, personagens fictícias. 
Sim, para quem não sabe, isto é ficção, LoL. Mas a verdade é que está tão bem descrito, que pensei mesmo que era como que uma biografia ou pelo menos baseado em factos reais.

O livro é sobre uma banda de Rock nos anos 70 e, para quem segue o Instagram do Reino, sabe que levei a sugestão da Bárbara muito a sério e até comprei o hardback, ainda antes de sequer ter pegado no audiobook. Aliás foi o que me possibilitou dar asas à minha criatividade e tirar fotos... que acharam?
Ora bem, em termos de audiobook, aconselho vivamente pois tem todo um elenco de actores. Digo actores pois não estavam simplesmente a ler a história, estavam também a transmitir muito sentimento, o que dá imenso valor ao audiobook em si.
Então este livro conta-nos a história de Daisy Jones, uma rapariga icónica e super fixe. que eu transpus como uma prequela dos agora influencers, que são famosos mas não são artistas nem nada que se pareça, contudo toda a gente os conhece. Que depois se lança para o mundo da música e se encontra com a banda The Six. 

Acho brilhante como a autora descreveu tão bem a era das bandas de rock dos anos 70: sex, drugs and rock'n'roll! Contudo, desenganem-se se este livro é só festarola... eu considero-o um carrossel de emoções por alguma razão. Fala lindamente sobre dos mais variados tópicos: amor, traições, romances platónicos, muita música, abortos, arte, família, entre muitos outros... Além de ser extremamente inteligente da forma como explica o que a música significa para nós porém houve mesmo alturas em que dava por mim a tentar controlar as lágrimas de tão tocante que estava a história. 
E vocês sabem a melhor? A Amazon vai lançar uma mini-série do livro! Mal posso esperar, até porque não faço ideia que actores foram escolhidos. 


Vou aconselhar este livro a toda a gente... Adorei, adorei, adorei! 

Vocês já leram este livro? O que acharam?


Review em vídeo: IGTV - Daisy Jones and The Six

Audiobook: se não é um dos melhores audiobooks que já ouvi, está lá perto! Com um cast de actores, este audiobook está simplesmente qualquer coisa! Aconselho vivamente!



4 comentários:

Gil António disse...

Olá:- Acredito que seja um livro de fresca leitura.
.
** Nostalgia em Sentimentos de amor **
.
Votos de um dia feliz

Beatriz Sousa disse...

Ainda não li, mas toda a gente adora! :d

Andreia Morais disse...

Nunca tinha ouvido falar, confesso :o

Green disse...

Confesso que nunca tinha ouvido falar.